ACUSADOS DE ASSALTOS E HOMICÍDIOS SÃO MORTOS EM CONFRONTO EM OPERAÇÃO CONJUNTA DAS POLÍCIAS MILITAR E CIVIL DE BACABAL. - Randyson Laércio

Post Top Ad

quinta-feira, 24 de abril de 2014

ACUSADOS DE ASSALTOS E HOMICÍDIOS SÃO MORTOS EM CONFRONTO EM OPERAÇÃO CONJUNTA DAS POLÍCIAS MILITAR E CIVIL DE BACABAL.

Uma megaoperação comandada pelo Tenente-coronel PM Egídio, comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar de Bacabal e pelo Dr. Carlos Alessandro, Delegado Regional de Polícia Civil, após várias denúncias e investigações do Serviço de Inteligência (SI) e Agentes da Polícia Civil que davam conta que o menor das iniciais V.B.S., de 17 anos, conhecido no mundo do crime por “Galego” em companhia de ÉDER ARAÚJO FERREIRA, 21 anos, estariam armados e usando substâncias tóxicas na beira de um lago, no Bairro Novo Bacabal. 
EDER "O CHUTA LATA"

REVÓLVERS E MUNIÇÕES ENCONTRADOS COM GALEGO E CHUTA LATA

POLICIAIS QUE PARTICIPARAM DA OPERAÇÃO
GALEGO


Galego estava em liberdade, após ter cumprido pena na unidade de recuperação para menores na capital do Estado, após assassinar na madrugada do último dia 20 de janeiro, o jovem Gledyson Gomes Vieira, 19 anos, que no momento em que foi morto, estava sentado na porta da sua casa e conversava com um amigo quando Galego passou numa bicicleta. Ao ouvir os jovens conversando, Galego retornou e perguntou se falavam da sua pessoa. 

Os mesmos responderam que não. Mesmo assim, friamente, atirou mortalmente na cabeça de Gladyson que veio a óbito. Gladyson, não tinha passagem na Delegacia e tinha contrato com o time do Mogi-Mirim de São Paulo.

Segundo informações do pai de Gladyson, Galego vinha mandando mensagens e o ameaçando de morte e que o mataria até o final de semana.

Ao perceberem a presença da polícia, Galego e Chuta Lata reagiram contra as guarnições, que revidaram, sendo os mesmos alvejados, vindo a óbito. Em poder dos mesmos a polícia apreendeu dois revólveres, calibre.38 e várias munições.

GALEGO, sempre andou armado e apesar de jovem, sempre impunha  respeito no meio em que convivia, sendo considerado de alta periculosidade, até mesmo pelos seus comparsas que o temiam.. Apreendido algumas vezes,  sempre que em liberdade voltava a cometer delitos.

APREENSÕES DE GALEGO -  no dia 06 de novembro de 204, foi apreendido por policiais miliTares, acusado de tentar homicidar um jovem conhecido por “Paulinho”, que foi atingido por três disparos. Galego teria em sua lista várias pessoas para matar, inclusive um apresentador de televisão.

No dia 06 de dezembro de 2013, foi apreendido com um revólver, calibre. 38, com 02 (duas) munições intactas.

No dia 23 de dezembro de 2013, também foi apreendido por policiais militares no Bairro Cajueiro, Bacabal, quando em companhia de 05 (cinco) comparsas se preparavam para fazer um arrastão na cidade. Com os mesmos a PM encontrou uma Pistola, 7.65mm, com 08 (oito) munições intactas e 04 (quatro) celulares. Todos estavam homiziados numa residência e no momento da abordagem usavam uma substancia que aparentemente seria maconha. Galego apesar da pouca idade era acusado de tentativa de homicídios, homicídios, roubos e implantar o terror na cidade de Bacabal e conhecido por ser destemido, frio e calculista, sempre agindo com violência. 



O comparsa de Galego o indivíduo ÉDER ARAÚJO FERREIRA, 21 anos, conhecido por “Chuta Lata”, também era de alta periculosidade. Especialista em roubos e acusado de homicídios. 

Chuta Lata foi preso no último 26 de julho de 2013, acusado de  em companhia de um comparsa ter assassinado no dia 23, daquele mês, por acerto de contas, o jovem ANDERSON SANTOS DA SILVA, conhecido por “Delino”, que residia na Avenida B, Quadra 21, Bairro Frei Solano, local do crime. Delino foi morto a tiros e facadas. Na residência de Chuta Lata, foi encontrado um revólver calibre. 38, sem munição de número 54517.

4 comentários:

  1. Parabéns a toda equipe da policia Civil e Militar mas em especial ao delegado Carlos Alessandro, ótimo trabalho que vem sendo efetuado em Bacabal. Parabéns pela ousadia e êxito em cada operação, que Deus os proteja sempre! Só lamento pela família desses dois jovens pela morte tão prematura devido a uma vida tão perversa, só que sofre mesmo é a familia por ter o nome exposto numa situação dessas !
    Mas a situação está de uma forma que se a polícia não faz alguma coisa a população faz !! Já chega dessa impunidade toda !

    Parabéns a toda equipe !!

    ResponderExcluir
  2. ESSES POLICIAIS MERECEM UMA MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO, BATO PALMAS DE PÉ PARA ESSES POLICIAIS, INFELIZMENTE ESSES DELINQUENTES PROCURARAM ESSA VIDA E A VIDA DE BANDIDO OU É PRESO OU É MORTO.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns a todos por esta ação, tem que agir dessa forma mesmo ! Bandido tem que ser tratado como bandido, já passou da hora de dar um basta nessa situação.

    Estão de parabéns !!

    ResponderExcluir
  4. so não etendi uma coisa se arma do chuta lata tava no short dele como ele reagiu e se a outra arma foi encontrada antes do galego ser morto como ele tambem reagiu não estou defendedo eles so acho que a policia deveria falar a verdade e diser nos executamos eles porque eram perigosos e pronto agora essa de que eles reagiram e conversa pra boi dormir

    ResponderExcluir

Post Top Ad