MILIONÁRIO: A POLÍTICA FEZ DR. LISBOA "MUDAR DE CARA" E AUMENTAR SEU PATRIMÔNIO EM MAIS DE 200% - Randyson Laércio

Post Top Ad

sábado, 26 de julho de 2014

MILIONÁRIO: A POLÍTICA FEZ DR. LISBOA "MUDAR DE CARA" E AUMENTAR SEU PATRIMÔNIO EM MAIS DE 200%

Nascido na cidade de Paulo Ramos-MA, Raimundo Nonato Lisboa, 58 anos, veio ainda criança para Bacabal onde iniciou seus estudos e, em seguida, formou-se em medicina, em São Luís.

De volta a nossa cidade passou a exercer a profissão e, consequentemente, melhorou de vida. Porém, nada comparável com o padrão que passou a ostentar desde que se elegeu a vice-prefeito, nas eleições de 1996.

Durante os oito anos que geriu a Secretaria Municipal de Saúde Dr. Lisboa deixou de exercer sua profissão, se dedicando exclusivamente ao cargo.

Nas eleições de 2004, se elegeu a prefeito. Nas eleições municipais seguinte foi reconduzido ao comando do poder executivo, e, se como secretário Dr. Lisboa não quis mais clinicar, como prefeito é que largou mesmo a profissão de lado. Isso apesar de qualquer médico ter ganhos mensais (por meios lícitos, é claro) maiores do que qualquer secretário ou prefeito.

Mas, como somos sabedores que não são os salários que atraem os políticos aos cargos públicos, fica fácil entender as razões que fizeram ele tomar essa decisão.

Aumento patrimonial

Devido o TSE não divulgar em seu sistema de dados a relação dos bens declarados pelos candidatos que disputaram as eleições municipais de 2004 o blog fez um levantamento apenas dos últimos seis anos, e constatou (Sem levar em conta alguns bens que estão em nome de terceiros) que o patrimônio pessoal do ex-prefeito de Bacabal Raimundo Nonato Lisboa teve uma elevação significativa que, com absoluta certeza, ele não conseguiria trabalhando honestamente como médico e, muito menos, como secretário municipal ou prefeito de qualquer cidade brasileira.

De acordo com o que consta no site do Tribunal Superior Eleitoral, em 2008, quando se candidatou a reeleição para prefeito de Bacabal, Dr. Lisboa declarou ter casas, terrenos, propriedades rurais, automóveis, cotas de uma empresa e de consórcios, tudo avaliado (abaixo do valor normal) em R$783.565,52.

Já agora em 2014, os bens declarados ultrapassam o valor de dois milhões de reais, são exatos R$ 2.273.026,60Um acréscimo de 200%. Sem contar o quase meio milhão de reais em nome da atual companheira Jamille Suzart e os cento e vinte mil reais, pertencentes a Graciete Lisboa (sua ex-esposa que ainda continua casada oficialmente com ele).

E mais

Depois que passou a custear suas despesas sem as facilidades dos cofres da prefeitura, Raimundo Nonato Lisboa se viu obrigado a procurar seu diploma de medicina, tirar as traças, bater a poeira, e novamente voltar a trabalhar na profissão. Como se passaram quase duas décadas, ele ultimamente tem passado boa parte do seu tempo na ponte aérea São Luís/Rio de Janeiro.

Terra de encantos mil

Na cidade maravilhosa, onde já esteve para assistir jogos do Flamengo no Maracanã, desfile de Escolas de Samba e curti com familiares e amigos o sol de Copacabana, hoje ele faz cursos para tentar se reciclar.

Pelo visto, sua candidatura para deputado federal é mais para marcar território na política local e garantir os empregos que tem na Secretaria de Estado da Saúde do que propriamente se eleger, afinal, nosso ex-prefeito sabe as besteiras que fez e as consequências graves que elas resultarão, muito em breve.

O Ex-prefeito estima gastar R$ 3 milhões na campanha. A curiosidade agora é saber quem serão os "doadores". Algum agiota se habilita?

Blog do Sergio Mathias

2 comentários:

  1. Povo com certeza esta com saudade de lisboa ruim por ruim ele e mil vezes melhor q esse zé alberto .
    Em relaçao a fortuna ele e esta certo besta e se ele saísse pobre igual a jocimar.
    Falta lisboa o povo sente falta de vc.

    ResponderExcluir
  2. E nunca pensei q eu iria ter q dizer isso mais realmente o povo esta querendo ver Bacabal feliz de novo.
    A única promessa q o zé alberto esta conseguindo cumprir e q Bacabal conseguiu regredir 16 anos.
    O língua infeliz.

    ResponderExcluir

Post Top Ad