GOVERNO INTENSIFICA AÇÕES DE COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI NAS 19 REGIONAIS DE SAÚDE - Randyson Laércio

Post Top Ad

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

GOVERNO INTENSIFICA AÇÕES DE COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI NAS 19 REGIONAIS DE SAÚDE

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou um seminário nesta terça (16) e quarta-feira (17), com todos os gestores das 19 Unidades Regionais de Saúde Estaduais (URSs).

A pauta principal do seminário foi o alinhamento da execução do ‘Plano de Contingência para Enfretamento da Epidemia de Dengue, Zika e Chikungunya no Maranhão’, anunciado pelo governador Flávio Dino no último sábado (13).

O município de Barra do Corda foi escolhido para sediar o evento por ser uma das cidades com maior índice de casos notificados de dengue no Estado, e também pela classificação de risco apontada nos resultados do Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) nos anos de 2014 e 2015.

Durante o evento, o secretário-adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Arnaldo Muniz Garcia, explicou todas as etapas estabelecidas no Plano de Contingência e reafirmou com os gestores o comprometimento do governo em executar todas as ações estratégicas que contribuam para a eliminação do vetor.

“A partir de agora, os gestores de saúde das regionais irão intensificar o diálogo com os secretários municipais de todas as cidades que compõem suas respectivas áreas geográficas de trabalho, sobre a importância da união de esforços entre o Estado e os municípios para a eliminação do Aedes aegypti. As ações precisam ser constantes e integradas”, destacou Arnaldo Muniz Garcia.

Eliab Wanderley Aguiar, gestor regional de Balsas, destacou que, além das diversas atribuições que as regionais desenvolvem para o fortalecimento da saúde nas regiões, é de grande valia inserir as gerências também nesse novo desafio. “Nós podemos e iremos contribuir para que o Plano de Contingência seja executado em sua plenitude, dando total apoio”, explicou.

Ação simultânea

A primeira ação pactuada entre as regionais será a realização de um grande mutirão simultâneo em todos os municípios sede das 19 regiões, no próximo dia 5 de março.

Em cada cidade, o desenvolvimento das atividades será integrado com os municípios, que disponibilizarão os agentes comunitários de saúde, agentes de combate de endemias e supervisores de campo necessários para visitar todas as residências do bairro considerado de maior risco apontado nos resultados do Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de cada município.

Técnicos da SES acompanharão todo o trabalho de combate ao mosquito de casa em casa, junto com os agentes dos municípios que farão o controle vetorial, explicando para a população a importância da eliminação de criadouros do vetor, além de distribuir materiais informativos.

O governo também intensificará em todas as cidades, durante o mutirão, o serviço de aplicação de inseticida Ultra Baixo Volume (UBV), ampliando o número de veículos com as máquinas UBV para uso no controle do mosquito adulto.

Em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), diretores e professores das escolas das cidades sede das regionais de saúde, também irão desenvolver atividades educativas com todos os alunos da rede estadual, nesse dia.

No seminário também foi proposto que a SES, por meio das regionais de saúde, fará uma articulação com todos os secretários municipais de saúde dos demais municípios de cada região, com o objetivo de incentivar e apoiar a proposta de realizar os próximos mutirões em todos os municípios do Maranhão.

O gestor regional de Barra do Corda, José Dilamar Medeiros Filho, disse que a realização do seminário serviu para compartilhar importantes conhecimentos e melhorar os trabalhos de combate ao vetor. “Apesar de estarmos em regiões diferentes, as dificuldades são muito parecidas. Uma organização de trabalho como essa serve para definir as ações e compartilhar experiências exitosas de cada região”, completou.

BOX

O Maranhão é divido em 19 regionais de saúde. Cada cidade sede possui um escritório com equipes técnicas que auxiliam na execução das ações de saúde do Estado em todas as cidades que integram suas respectivas áreas de trabalho:

São Luís (5 municípios), Açailândia (8 municípios), Bacabal (11 municípios), Caxias (7 municípios), Barra do Corda (6 municípios),Balsas (13 municípios), Chapadinha (13 municípios), Codó (6 municípios), Imperatriz (16 municípios), Itapecuru-Mirim (14 municípios),Pedreiras (13 municípios), Pinheiro (17 municípios), Presidente Dutra (16 municípios), Rosário (12 municípios), Santa Inês (13 municípios), Viana (11 municípios), Timon (4 municípios), São João dos Patos (15 municípios) e Zé Doca (17 municípios). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad