GRUPO PRIORITÁRIO TEM MAIS DUAS SEMANAS PARA VACINAR CONTRA GRIPE NO MARANHÃO - Blog do Randyson Laércio

Post Top Ad

sexta-feira, 26 de maio de 2017

GRUPO PRIORITÁRIO TEM MAIS DUAS SEMANAS PARA VACINAR CONTRA GRIPE NO MARANHÃO

O Governo do Estado alerta os grupos prioritários para prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. Com duas semanas a mais, o público alvo deve procurar os postos de saúde nos municípios maranhenses. A campanha foi estendida, nesta quinta-feira (26), pelo Ministério da Saúde (MS), até 9 de junho. 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) orienta que a vacinação contribui para a redução das complicações, das internações e, ainda, da mortalidade decorrente das infecções pelo vírus da gripe. Mesmo com a mobilização no nível estadual para alcance da cobertura, até o momento, o Maranhão atingiu 933.182 doses aplicadas (66,53%) da vacinação, da população a vacinar de 1.402.696. 

Até o momento, 69 municípios maranhenses obtiveram cobertura vacinal contra gripe acima de 80%. Lideram o ranking de vacinação Brejo de Areia (109,56%), Lima Campos (108,17%), Senador La Rocque (103,33%), Graça Aranha (99,61%) e Anapurus (99,14%). Os dados são do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações.  

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças, Graça Lírio, explica que, antes mesmo da prorrogação da campanha de vacinação pelo Ministério da Saúde (MS), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) intensificou a mobilização junto aos municípios. “A prorrogação da vacinação contra gripe é muito importante, pois deixa os municípios por mais tempo mobilizados para ampliar a cobertura. O que interessa mesmo na campanha é dotar as pessoas de imunidade contra gripe”, avalia. 

Segundo Graça Lírio, um documento foi enviado aos municípios e 19 Unidades Regionais de Saúde (URS) ressaltando as diretrizes da pactuação da campanha. “No documento reafirmamos a importância de aproveitar essa oportunidade de intensificar a vacinação, imunizando a população contra uma doença que pode provocar sequelas e óbitos”, frisou. 

Grupo prioritário
A vacinação continua sendo recomendada para os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, dos trabalhadores de saúde, dos povos indígenas, das crianças na faixa etária de seis meses  a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), das gestantes, das puérperas (até 45 dias após o parto) dos grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas, dos adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, da população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional e dos professores das escolas públicas e privadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad