CEMAR DETECTA 11 MIL LIGAÇÕES CLANDESTINAS NO MARANHÃO - Randyson Laércio

Post Top Ad

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

CEMAR DETECTA 11 MIL LIGAÇÕES CLANDESTINAS NO MARANHÃO

Na tentativa de resolver um problema na rede elétrica, um homem de 34 anos faleceu vítima de forte descarga.

 A atitude, de alto risco, é comum em bairros periféricos onde ocorrem a maioria de casos de morte por manuseio irregular da rede de alta tensão.

 Parte dos casos é decorrente de ligações clandestinas, que, ao apresentar problemas são manipuladas erroneamente por pessoas não habilitadas. 

Foram detectadas aproximadamente 11 mil ligações clandestinas no estado, de janeiro a novembro do ano passado, segundo a Companhia Energética do Maranhão (Cemar).


No período, a empresa realizou 200 mil ações de inspeções e atestou que mais de 80 mil unidades consumidoras apresentavam irregularidades no medidor. Ao casos são de fraudes e desvios nas ligações elétricas.

São 1,9 milhão de clientes em todo o Maranhão consumindo 4,2 TWh/Ano de energia. Desse total, cerca de 11% é furtada, ocasionando perda da ordem de R$ 160 milhões por ano à Cemar. 

O resultado é a falta de recursos para promover ações de manutenção, operação, expansão e modernização do sistema elétrico, explica a assessoria de comunicação da Cemar.

 As fraudes (adulterações de equipamentos de medição) e desvios (circuitos que alimentam as cargas/equipamentos eletro eletrônicos, sem passar pelos medidores) são práticas adotadas por consumidores com contratos regulares. A empresa alerta que a ação é passível de punição, prevista no Artigo 155, parágrafos terceiro e quarto do Código Penal Brasileiro (inclusive com pena de 1 a 8 anos de reclusão) e multa.

A empresa aponta ainda como grave problema as ligações elétricas realizadas normalmente em áreas de ocupação irregular, popularmente conhecidas por gambiarras. 

 Segundo informou o gerente de recuperação de energia da Cemar, Agnelo Coelho Neto, "A companhia tem feito um esforço muito grande para padronizar a rede de distribuição de energia elétrica nessas áreas", explica o gestor. 

Situações de suspeita de fraude ou furto de energia elétrica podem ser denunciadas por meio da Central de Atendimento 116, gratuitamente, sem necessidade de identificação. Após registrada, a denúncia é encaminhada à inspeção, conforme prevê a legislação do setor elétrico.
o Imparcial

2 comentários:

  1. ainda é pouco pelo o que eles roubam da gente, eu pago R$ 51,00 de iluminação publica e nem a lampada do poste da minha rua funciona.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tambem concordo que pagamos um valor auto nas nossas contas de energia, mas temos que ter ciencia de iluminação publica é responsabilidade da prefeitura de cada municipio.....

      Excluir

Post Top Ad