CONHEÇA A HISTÓRIA DO CORPO DE BOMBEIROS DO MARANHÃO, QUE COMPLETA 109 ANOS - Randyson Laércio

Post Top Ad

sábado, 8 de dezembro de 2012

CONHEÇA A HISTÓRIA DO CORPO DE BOMBEIROS DO MARANHÃO, QUE COMPLETA 109 ANOS

Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) celebra 109 anos de fundação, nesta segunda-feira (10). Na oportunidade, várias autoridades civis e militares vão receber Medalha Alferes Moraes, a mais alta comenda concedida pela corporação. A solenidade militar começa às 8h, no pátio do comando geral do Corpo de Bombeiros, no Bacanga, em São Luís. À noite, acontecerá um jantar dançante na Associação do Ministério Público, na Avenida dos Holandeses, no Calhau.

O objetivo das comemorações é evidenciar a relevância do Corpo de Bombeiros para a segurança da sociedade, além de registrar a marca da corporação na História do Maranhão. Os comandantes da instituição afirmaram que o Corpo de Bombeiros tem buscado o aperfeiçoamento técnico e operacional dos serviços que presta para sociedade.

O Corpo de Bombeiros do Maranhão foi criado por meio da Lei nº 294, de abril de 1901. Mas, somente em 1903, foi oficializada a Seção de Bombeiros, por um ato do vice-governador do Estado, Alexandre Colares Moreira Júnior, sendo comandada pelo oficial do Corpo de Infantaria Alferes Aníbal de Moraes Souto.

Em 1959, a Seção de Bombeiros foi integrada à Polícia Militar, sendo subordinada ao Comando Geral. Em 1975, o governo estadual firmou convênio com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Portuária (Infraero) que permitiu a instalação de Seção de Combate a Incêndio do Aeroporto Cunha Machado com o objetivo de prestar socorro imediato às vítimas de acidentes com aeronaves.

Um dos marcos da história do CBMMA foi a instalação, em 1999, do Serviço de Atendimento Pré-hospitalar, um dos mais importantes que o Corpo de Bombeiros presta à população. A década de 90 representou um notável crescimento qualitativo que consolidou uma nova estrutura administrativa e absorveu novas atividades, como vistorias, perícias e trabalhos de prevenção.

o imparcial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad