O PROJETO "OUVINDO BACABAL" CHEGA NA ZONA RURAL - Randyson Laércio

Post Top Ad

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

O PROJETO "OUVINDO BACABAL" CHEGA NA ZONA RURAL

O domingo (21) foi marcado por mais um “Ouvindo Bacabal”, dessa vez nos Povoados Alto dos Crentes e Pedra do Rumo, que reuniu muitos populares com o mesmo propósito: debater sobre as melhorias que o candidato Roberto Costa irá trazer para a cidade de Bacabal.

Os candidatos Roberto Costa intermediou a roda de debate realizada nos povoados.
Iniciando as discussões, o candidato Roberto Costa comentou:
“Eu estou construindo na verdade um projeto administrativo não pensado apenas pelos técnicos ou por mim. O que nós temos que fazer é apresentar aquilo que a população espera que a gente faça. Quem sabe mais do que a gente o que vocês realmente precisam são vocês, pois eu costumo dizer que só sabe onde o sapato aperta quem calça o sapato e, aqui, é vocês que calçam essas dificuldades diárias”




No povoado Alto dos Crentes, as solicitações foram a construção de poços artesianos, posto de saúde de qualidade e professores para zona rural, onde alegam que são totalmente esquecidos pela atual gestão.

O Sr. Francisco Souza, morador do povoado Alto dos Crentes questionou: “Roberto Costa o que você vai fazer para reconstruir a nossa Bacabal? Porque não temos mais uma Bacabal”.
“O grande problema hoje é que a prefeitura perdeu o sentimento de saber que o sofrimento das pessoas tem que ser tratado de forma diferente. Sr Francisco uma certeza você pode ter, eu vou usar todas as minhas forças, ao máximo, para corresponder às expectativas das pessoas, para atender as demandas da população”, declarou o candidato Roberto Costa.

Quando o assunto foi educação Roberto Costa declarou:
“A educação no município não pode ser tratada de forma política, não existe isso. Quando nós ganharmos as eleições, o primeiro sentimento que nós vamos ter, inclusive, é que nós vamos ser prefeito daqueles que votaram com a gente e dos que não votaram”.

Dando continuidade às rodas de debates do projeto “Ouvindo Bacabal”, o candidato Roberto Costa e toda a sua comitiva deslocaram-se para o povoado “Pedra do Rumo”, onde iniciaram a segunda etapa dos debates.

Na Pedra do Rumo, a população presente solicitou além da água, intrínseca à própria sobrevivência dos moradores, o investimento no produtor rural e a chegada da energia elétrica nas casas das pessoas.
“Roberto, nós estamos cansados de ser enganados. Queremos apoio para a comunidade toda, precisamos de água, energia, pessoas que apoiem o nosso trabalho. Todos nós temos coragem de trabalhar aqui, mas só com um braço não resolve nada, estou aqui pedindo um apoio de verdade, só queremos que tratem a gente com mais carinho e com o respeito que nós merecemos.”, declarou o Sr. Adalto, morador do povoado Alto da Pedra.

“Como havia dito em outros povoados, essa questão da água vai ser priorizada em 03 meses na nossa gestão e nós vamos dar uma solução. Quero dizer a vocês que sei das dificuldades que vocês passam. Se na sede do município onde mora o gestor é aquela situação, imagine na zona rural, qual é o tamanho do sofrimento? Não tem nenhum tipo de perspectiva! O que nós temos que ter em mente é que a zona rural não é um peso, a zona rural tem um papel fundamental, inclusive na economia de Bacabal. É impressionante quando nós chegamos ao mercado, você não encontra absolutamente nada dos produtos de Bacabal. Como o Adalto disse, ele quer trabalhar, mas também temos que entender que cada um tem o seu limite, nós não podemos deixar de apoiar tecnicamente a produção do município, a agricultura familiar do município é fundamental.”, declarou Roberto Costa.

Quando questionado sobre a energia dos povoados, o candidato declarou:
“O que falta na verdade não é dinheiro para energia, é vontade política do prefeito de entender que aqui falta energia”. É preciso investimento não dele, mas que ele cobre da CEMAR, pra vir fazer o que tem que ser feito. Nós temos o projeto “Luz para Todos”.

O candidato ainda declarou mais:
“O grande problema é que as pessoas não se importam com o sofrimento dos outros. Hoje a prefeitura se falta medicação, se falta merenda na escola, considera isso normal no município, e isso não é normal, é um direito da população”, finalizou.

Após muitas discussões, sugestões e lamentações da população, o debate foi encerrado e o candidato Roberto Costa finalizou:
“Quando for eleito, eu vou trabalhar não somente em obra, mas sim no sentimento de vocês, no sofrimento de vocês. Vocês podem ter certeza, vocês vão terão um prefeito amigo e companheiro ao lado de vocês nas dificuldades, porque não sou homem de me esconder”, finalizou.

Samyra Boaes
ASCOM - Dep. Roberto Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad