NOTA DE ESCLARECIMENTO DO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO - Randyson Laércio

Post Top Ad

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO

A direção do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Bacabal (SAAE) vem de público, pedir desculpas aos seus consumidores estabelecidos no centro na cidade e bairros adjacentes pelos transtornos causados nos últimos dias, principalmente no período carnavalesco, em razão da interrupção intermitente no fornecimento de água a essas comunidades. Vem também explicar que:
 
O fato se dá em função da evolução do nível da água do rio Mearim que, em consequência das chuvas alterna subidas e descidas que variam em 50 centímetros e um metro;
 
 Esse movimento, em decorrência da força e velocidade da correnteza, provoca o deslocamento dos sedimentos naturais que o rio produz a exemplo de pedras e areia, acrescidos de troncos, galhos e folhas que caem de árvores, aguapés (murerus) e outras plantas aquáticas, além do danoso carregamento de agentes que poluem o próprio rio como garrafas peti e outros tipos de resíduos sólidos produzidos pelo homem que são irresponsavelmente descartados as margens do rio;
 
Todos esses elementos são sugados pelos canos das duas bombas que formam o sistema de captação de água do SAAE provocando o entupimento de ambas, obrigando os operadores a desligarem os dois equipamentos cortando a alimentação dos filtros instalados na Rua Teixeira de Freitas e provocando a consequente suspensão do fornecimento ao consumidor;
 
 Como esse fato se repete várias vezes por dia, e para minimizar suas consequências, foram contratados mergulhadores locais que agora tem a missão de trabalhar o desentupimento dos canos que captam a água diretamente no rio Mearim;
 
Essa medida, no entanto, não resolve definitivamente o problema, pois a cada intervenção o sistema de abastecimento tem que ser suspenso provocando danos ao consumidor;
 
 Esse fato só se dá em razão do SAAE de Bacabal operar com sistemas de captação, adução, filtragem e distribuição de água caducos, instalados há 40 anos, e em função da falta de investimentos na autarquia nos últimos anos;
 
 Os filtros utilizados pelo SAAE, por exemplo, foram instalados em 1974 e construídos para trabalhar com um limite de turbidez da água em apenas 15 unidades por litro. Hoje, por causa da poluição, essa turbidez subiu para 65 unidades por litro, o que obriga o desligamento de uma das bombas do sistema de captação porque os filtros não conseguem operar com esse limite de turbidez provocando a redução em mais de 50 por cento da capacidade da distribuição;
 
 Como esses filtros já passaram por duas reformas ao longo desse período a solução encontrada pelos técnicos do SAAE é a instalação de um sistema auxiliar de filtragem, uma vez que a autarquia não dispõe de recursos para a substituição integral do sistema e opera hoje em situação caótica financeiramente.
 
 Nesse curto período em que a nova direção trabalha os técnicos do SAAE concluíram projeto para a implantação de dois tanques decantadores que se integrarão ao antigo sistema permitindo a duplicação da quantidade água hoje produzida. A direção também já autorizou o levantamento de preços para construção dos tanques com sua posterior licitação e viabiliza junto aos órgãos públicos a captação de recursos para a instalação dos mesmos.
 
10º Mais uma vez a nova direção do SAAE reitera pedido de desculpas aos seus consumidores e afirma que não está medindo esforços para resolver definitivamente todos os problemas que vem aparecendo, assim como não poupará trabalho para resolver os que ainda aparecerão.
 
  Assessoria - SAAE Bacabal-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad