DELEGADO ALERTA NOVO GOLPE DOS ESTELIONATÁRIOS: O DEPÓSITO DO ENVELOPE VAZIO NO BRADESCO EM CODÓ - Randyson Laércio

Post Top Ad

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

DELEGADO ALERTA NOVO GOLPE DOS ESTELIONATÁRIOS: O DEPÓSITO DO ENVELOPE VAZIO NO BRADESCO EM CODÓ

Delegado Zilmar Santana
Estelionato é um crime definido pelo artigo 171 do Código Penal nos seguintes termos: “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento“. A definição parece meio complicada, mas a ação em si desses criminosos todo mundo já conhece e muita gente costuma cair nesse golpe. Em Codó, os bandidos estão cada vez se inovando nas maneiras de praticar esses atos ilícitos.
De acordo com o Delegado Zilmar Santana, as transações, geralmente, são feitas por agências bancárias. Mas agora, os estelionatários estão negociando fazer a transação por meio do Banco do Bradesco. É que, segundo o delegado, os bandidos encontraram uma forma na Instituição de enganar as pessoas que tem caído facilmente no golpe.
ENTENDA O GOLPE
Zilmar Santana alerta, porque no ato da negociação, na maioria dos casos são envolvendo produtos como carro e telefone celular, os estelionatários acertam de fazer o depósito no Bradesco, mas, na verdade, os criminosos inserem nas máquinas de auto-atendimento envelope vazio.
A facilidade está no Sistema do Bradesco SOMA o saldo da conta da vítima com o valor indicado do suposto depósito contido no envelope, mesmo sem que ainda tenha sido processado. Daí, os estelionatário pedem a vítima que faça a consulta do saldo bancário e lá já consta no extrato o valor indicado no depósito o que induz a vítima ao erro, ou seja, permite a entrega do material negociado.
Só no dia seguinte é que aparece a informação dando conta de que o depósito estava com erro. Mas aí já e tarde. O golpe já foi aplicado. “Lembrando que, na maioria das vezes, eles fazem questão de ser pelo Bradesco. Tem aparecido muitos casos aqui na Defraudações”, disse o Delegado Zilmar Santana ao correio Codoense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad