MAIS DE DUAS MIL PESSOAS SÃO CAPACITADAS NA AGRITEC EM LAGO DA PEDRA - Randyson Laércio

Post Top Ad

domingo, 27 de maio de 2018

MAIS DE DUAS MIL PESSOAS SÃO CAPACITADAS NA AGRITEC EM LAGO DA PEDRA

Cada vez mais a Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) se consolida como um espaço de conhecimento para fortalecer a agricultura familiar maranhense e, ainda, oportuniza a comercialização, geração de renda e desenvolvimento da economia local. Durante a 16ª edição da Agritec, realizada de terça-feira (22) até quinta-feira (24), na cidade de Lago da Pedra, foram capacitados 2.064 produtores.

Entre os produtores que participaram das capacitações estão os membros da Cooperativa dos Pequenos Produtores Agrícolas do Lago do Junco (COPPALJ), fundada em 1991 e que hoje reúne 186 membros de oito comunidades rurais. Os membros da COPPALJ também participaram dos seminários sobre cooperativismo e associativismo e mostraram o potencial do coco babaçu na região.

“Cerca de 70% dos nossos cooperados estão participando da Agritec e estamos muito felizes porque nós temos um governador que olha para quem precisa. Hoje estamos aqui a procura de mais conhecimentos e a nossa cooperativa recebeu R$ 500 mil para comprarmos uma máquina de refino do óleo do coco babaçu. A partir do segundo semestre deste ano, com certeza, estaremos comercializando o óleo de coco refinado, com mais agregação de valor ao nosso produto e mais renda para nossos cooperados”, explicou o presidente da COPPALJ, Ildo Lopes.

Além da COPPALJ, várias comitivas de agricultores familiares dos municípios de Lago do Junco, Porção de Pedras, Lima Campos, Igarapé Grande, Esperantinópolis, Lago dos Rodrigues, Pedreiras, Bernardo do Mearim, São Bernardo, Trizidela do Vale, Lagoa Grande, Paulo Ramos, Rosário e Alto Alegre comparecem à Agritec em busca de mais conhecimentos para aumentarem a produtividade. 

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, ressaltou a importância da gestão estadual em garantir assistência aos agricultores. “A Agritec é uma política que veio para ficar e leva conhecimento ao agricultor e desenvolvimento do setor rural, facilitando o acesso às tecnologias de baixo custo gerando renda para o agricultor familiar do estado”, pontuou.

Durante a Agritec de Lago da Pedra, o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) entregou 20 títulos individuais de terra para os municípios de Paulo Ramos, Lago da Pedra e Lagoa Grande. Além disso, a equipe do Iterma realizou atendimentos aos agricultores familiares no estande do Sistema SAF.

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) construiu, junto com a Prefeitura de Lago da Pedra, o espaço tecnológico do evento e, também, ofereceu atendimento aos produtores que participaram do evento. “É uma grande festa da agricultura familiar, é o espaço de valorização do agricultor e da agricultora familiar maranhense”, destacou a presidente da Agerp, Loroana Santana.

Bom para a economia

Durante a Agritec, o Banco do Brasil e o Banco do Nordeste concederam linhas de créditos para os agricultores familiares na ordem de R$ 636.650,00 para fomentar a agricultura familiar no território do Médio Mearim. A comercialização de animais, produção da agricultura familiar e alimentação foram o destaque do evento, somando R$ 246.625,00 em comercialização.

O prefeito de Lago da Pedra, Laércio Arruda, não escondeu sua alegria em ter o município como anfitrião desse importante evento para agricultura familiar. “É com muita honra que a cidade sediou esse evento tão importante para nossos trabalhadores rurais e para os produtores de toda a região do território do Médio Mearim. Nesses três dias contamos com a presença de muitas caravanas de agricultores familiares, além disso, a economia do nosso município foi movimentada, pois nossos hotéis e restaurantes estavam todos lotados”, declarou o prefeito.

Sobre a Agritec

A Agritec é uma realização do Governo do Maranhão, por meio do Sistema SAF (Secretaria de Estado da Agricultura Familiar, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MA), e prefeitura onde o evento é sediado, além da parceria com movimentos sociais como MIQCB, FETRAF-MA, FETAEMA, ACONERUQ, MST e outros.

Além dos realizadores, o evento contou com a participação das secretarias de Estado: Trabalho e Economia Solidária (Setres), Desenvolvimento Social (Sedes), Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), Fazenda (Sefaz), Ciência e Tecnologia do Maranhão (SECTI) - que durante o evento atendeu milhares de estudantes com o planetário -; além da AGED e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad