"JAMAIS SERÁ CONTRA O MARANHÃO" DIZ ZÉ REINALDO SOBRE SARNEY - Randyson Laércio

Post Top Ad

segunda-feira, 16 de maio de 2016

"JAMAIS SERÁ CONTRA O MARANHÃO" DIZ ZÉ REINALDO SOBRE SARNEY

O deputado federal José Reinaldo (PSB) de hoje (16), em entrevista ao programa Bom dia Maranhão, da TV Difusora, uma declaração que destoa do pensamento geral do grupo ligado ao governador Flávio Dino (PCdoB).
Para ele, o ressurgimento político do ex-presdidente José Sarney (PMDB-AP), com a chegada de Michel Temer (PMDB) à Presidência da República, não deve representar problemas ao Governo do Estado.
Na opinião do socialista, Sarney “jamais será contra o Maranhão”. Ele apontou, ainda, o caminho para Flávio Dino minimizar a influência do ex-presidente em Brasília: aproximar-se de Temer.
“Eu tenho impressão de que ele [José Sarney] jamais será contra o Maranhão. Eu acho que o governador Flávio Dino, ao ficar longe do presidente [Michel Temer], o poder não tem vácuo, o poder é ocupado imediatamente e, na hora em que ele fica longe, é claro que outras forças se aproximam. Então, se ele não quer que o Sarney tenha influência, ele precisa estar junto. Se ele ficar afastado, naturalmente o presidente Sarney crescerá. Mas não acredito que o sarney tenha essa deliberação de criar dano nenhum ao Governo do Estado”, declarou.
Apesar disso, o parlamentar revelou que, mesmo diante da certeza de que a presidente Dilma Rousseff (PT) seria afastada, Flávio Dino nunca procurou nenhum dos membros da sua bancada para atuar como interlocutor do Maranhão no governo Temer.
“Para que alguém faça essa interlocução é preciso que o governador queira e ele nunca procurou ninguém para fazer essa interlocução”, destacou.
O resultado dessa postura – chamada de “guerrilheira” pelo JP (reveja) -, avalia José Reinaldo, pode ser alguma retaliação por parte do núcleo duro do governo Temer.
“Ele [Flávio Dino] foi um protagonista muito forte e isso pode deixar sequelas, não diretamente com o presidente, mas tem um entorno. O Governo Federal não é uma pessoa só […], ali tem uma opinião de um núcleo duro do governo, que tende a ser mais radical entre os que ajudaram e os que não ajudaram”, completou.
Blog Gilberto Léda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad