sexta-feira, 21 de abril de 2017

CASAL É PRESO POR TRÁFICO DE DROGAS EM SÃO LUÍS GONZAGA DO MARANHÃO

CASO TOINHO DA MONTANA: DELEGADO BRUNO FIGUEREDO FALA SOBRE AS INVESTIGAÇÕES

ACIDENTE NA BR 316 PRÓXIMO AO POVOADO VILA NOVA

REALIZADA MAIS UMA SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES DE BACABAL

DEZ MUNICÍPIOS RECEBEM SERVIÇOS DE SAÚDE DURANTE "CARAVANA GOVERNO DE TODOS"


A 'Caravana Governo de Todos' levará serviços de saúde a mais dez municípios maranhenses. Executadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), as atividades incluem consultas ortopédicas e oftalmológicas, oferta de exames como ultrassonografia, tomografia e preventivos, além de serviços na área da atenção primária em saúde. A Caravana, coordenada pela Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos (Secap), acontece entre esta quinta-feira (20) e sábado (22).

A secretária adjunta de Assistência à Saúde da SES, Teófila Monteiro, ressaltou o esforço que a SES tem realizado para agregar serviços à caravana. “A cada edição buscamos expandir as atividades. Estamos trabalhando com o intuito de oferecer atendimentos que beneficiem a população. Com as consultas médicas estamos facilitando o acesso aos serviços e beneficiando os maranhenses com atendimento especializado”, disse.

Na área da Atenção Básica serão oferecidos serviços como aferição de pressão, glicemia, avaliação nutricional, orientações sobre saúde bucal, vacinação, além de testes rápidos para detecção de sífilis, HIV e hepatites. As atividades começaram nesta quinta-feira (20) no município de Arame, onde foram ofertados serviços de vacinação, testes rápidos e consultas com profissionais da Força Estadual de Saúde (Fesma) que atuam no local.

Na sexta-feira (21), as atividades serão realizadas nos municípios de Açailândia, Carolina, São João dos Patos, João Lisboa e Santa Luzia. No sábado (22), recebem a caravana os municípios de Bacabal, Esperantinópolis, Santa Quitéria, Barreirinhas e Zé Doca. Cada município receberá ações específicas, de acordo com a demanda e os serviços disponíveis para cada região.

Nos municípios de São João dos Patos, Santa Luzia, Esperantinópolis e Zé Doca, por exemplo, serão realizados atendimentos médicos em ortopedia. Já em Bacabal, além de atendimentos médicos no Hospital Regional Dra. Laura Vasconcelos, serão realizados até sessenta exames, sendo trinta ultrassonografias e trinta tomografias. Em Açailândia, haverá atendimento oftalmológico além de vacinação, teste rápido e aferição de pressão arterial, com o apoio das equipes de saúde do município.

As atividades nos municípios de Santa Luzia, Bacabal, Esperantinópolis, Zé Doca e Santa Quitéria contarão com o apoio dos profissionais da Fesma, que também orientarão a população acerca da saúde bucal, com a distribuição de 750 kits de escovação. Já a carreta de prevenção e combate ao câncer estará em Carolina e Santa Quitéria, realizando exames preventivos.

BOX - PROGRAMAÇÃO
Sexta-feira (21), das 8h às 13h.
Açailândia. Local: Praça da Cultura, Avenida Kenedy, Residencial Tropical. Atividades: Atendimento oftalmológico, além de vacinação, teste rápido, aferição de pressão arterial.

Carolina. Local: Ginásio de Esportes Mauro Bezerra. Atividades: Realização de preventivos, aferição de pressão e glicemia.

São João dos Patos. Local: Centro Educacional Paulo Ramos. Atividades: Atendimento médico em ortopedia.

Sexta-feira (21), das 13h às 18h.
João Lisboa. Local: Centro Educacional La Rocque. Atividades: Teste rápido, vacinação e aferição de pressão arterial.

Santa Luzia. Local: Centro Educacional Cícero Ferreira. Atividades: Consultas ortopédicas, vacinação, teste rápido e atendimento da Fesma.

Sábado (22), das 8h às 13h.
Bacabal. Local: Colégio Militar Tiradentes. Atividades: Teste rápido, vacinação, aferição de pressão, ações educativas da Vigilância Sanitária, atendimentos da Fesma e atendimentos médicos no Hospital Regional Laura Vasconcelos com exames de ultrassonografias e tomografias.

Esperantinópolis. Local: Centro Educacional Antonio Correia. Atividades: Teste rápido, atendimento da Fesma e consultas ortopédicas.

Santa Quitéria. Local: Complexo Educacional Conego Nestor Cunha. Atividades: Exames preventivos, atendimentos da Fesma, aferição de pressão arterial e glicemia e testes rápidos.

Sábado (22), das 13h às 18h.
Zé Doca. Local: Complexo Educacional Nelson Serejo de Carvalho (CEMA). Atividades: Consultas ortopédicas, atendimento da Fesma, teste rápido e vacinação.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

BACABAL DA DESORDEM E DO DESRESPEITO! IDODO É FLAGRADO SENDO CARREGADO EM CADEIRA POR CONTA DA SITUAÇÃO INTRAFEGÁVEL DA RUA QUE O MESMO RESIDE

MAIS 90% DOS PRESOS BENEFICIADOS COM SAÍDA TEMPORÁRIA RETORNAM ÀS UNIDADES CARCERÁRIAS

A juíza Ana Maria Almeida Vieira, titular da 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca da Ilha de São Luís, informou nesta quinta-feira (20) que, dos 511 preso beneficiados com a Saída Temporária da Semana da Páscoa, 465 retornaram para as unidades prisionais dentro do prazo estabelecido, 45 descumpriram a determinação e 1 foi recolhido à cela, um dia após receber o benefício, por prática de violência doméstica. Os que não retornaram são considerados foragidos e já estão com mandados de prisão decretados.

A Saída Temporária é um benefício incurso na Lei de Execuções Penais, a de nº 7.210/1984, em seus artigos de 122 a 125. A ela têm direito presos que cumprem pena em regime semiaberto e que apresentem bom comportamento. O apenado pode requerê-la em períodos específicos para visita à família e também para frequentar curso supletivo profissionalizante, bem como de instrução de segundo grau ou superior, na Comarca do Juízo da Execução.

Para a juíza Ana Maria Vieira, a taxa de retorno de presos na Saída Temporária da Semana Santa superior a 90% está dentro da média de outros períodos de 2016, como Dia da Criança (96%) e Natal (92%). “É um índice considerado satisfatório”, assinalou. A Saída Temporária, conforme inscrita na Lei de Execução Penal, num sentido mais amplo, tem por objetivo viabilizar a reinserção do preso no convívio social.

No total a juíza Ana Maria Vieira recebeu cerca de 800 solicitações de Saída Temporária, das quais, após minuciosa análise, concedeu 549, mas apenas 511 de fato gozaram o benefício. Isso aconteceu, porque, segundo explicou a magistrada, havia casos de presos com mandado de prisão decretado ou respondendo procedimento administrativo, posteriormente levados ao conhecimento da unidade judicial.

Os presos beneficiados com a Saída Temporária deixaram as unidades carcerárias no dia 11 de abril e deviam retornar no dia 18, às 18 horas, impreterivelmente. Cada Saída Temporária deve durar no máximo sete dias, período em que o preso fica sem vigilância direta. Durante o ano ele tem direito a cinco saídas (uma mais quatro renovações), não devendo extrapolar o limite de 35 dias. A lei reza que, no caso da Saída Temporária para estudo, o prazo será igual ao que for necessário para o exercício das atividades discentes.

GOVERNO COMUNISTA PERSEGUE MILITARES NO MARANHÃO

O deputado estadual Sousa Neto destacou na tribuna da Assembléia Legislativa do Maranhão no início desta semana, das supostas perseguições a membros de associações e entidades de militares. “A polícia que já não aguenta mais as perseguições: soldado Leite, sargento Ebenilson, soldado Diego, sargento Aguinaldo e outros. Vamos respeitar os militares e parar de chama-los de ‘macetoso’. Tem que ter uma junta médica séria. Se tem um problema psicológico ou psiquiátrico, ortopédico, que seja tratado de forma correta, e não por médico que não tem especialidade na área. Isso é um absurdo que já vem ocorrendo há muito tempo no Estado, e agora na gestão comunista, piorou a situação porque, além de transferir e punir quem reclama do sistema, eles os tratam agora na Junta Médica como se fossem bandidos”.
O parlamentar cobrou resposta do secretário de Segurança. “Tenho cobrado posicionamento do Secretário Jefferson Portela. É por isso que até a classe o repudia, hoje. Ele não respeita a polícia do Maranhão, seja civil ou militar. No governo comunista, o que prevalece é o autoritarismo, a falta de diálogo E é assim que tem agido o chefe da Segurança Pública do Maranhão, com maldade.”, completou.

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA SELETIVO DE PROFESSORES DA REDE ESTADUAL


A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) abriu, ontem, as inscrições para o processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de professores, para atuarem nas modalidades de Ensino Médio Regular e Quilombola, em escolas da rede estadual. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas até as 23h59 de segunda-feira, 24, exclusivamente pelo endereço eletrônico da Seduc (http://sistemas.educacao.ma.gov.br/seletivodocente/).
Ao todo, são ofertadas 578 vagas mais cadastro reserva. O seletivo constará de avaliação curricular de títulos e experiência profissional docente, realizado em etapa única. Os candidatos aprovados, dentro do limite de vagas, serão contratados pela Secretaria de Estado da Educação/Seduc, por prazo de 6 meses, em regime de 20 horas de trabalho semanais.
Após efetuar a inscrição no portal da Seduc, o candidato deverá entregar até as 19h do dia 25 (terça-feira) os documentos e títulos, acompanhados da ficha de inscrição, gerada via internet, nas sedes das 19 Unidades Regionais de Educação, cujos endereços estão indicados no edital, disponível em www.educacao.ma.gov.br
O Processo Seletivo Simplificado terá validade de um ano, a contar da data da homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Seduc.
O resultado parcial do seletivo será divulgado no dia 5 de maio e a homologação do resultado final está prevista para o dia 11 de maio.
Informações O Estado do Maranhão

quarta-feira, 19 de abril de 2017

“TOINHO DA MONTANA” É EXECUTADO A TIROS NA VILA SANTOS DUMONT

Antônio Francisco Lima da Silva, 36 anos conhecido como “Toinho da Montana” foi executado com vários tiros por volta das 20:30hrs desta quarta feira na rua Congonhas, Vila Santos Dumont, que de acordo com testemunhas dois homens que estavam em uma moto Titan de cor preta praticaram o crime.

A Polícia Civil esteve no local e deu início as investigações colhendo todas informações de testemunhas e de familiares da vítima, com intuito de identificar os autores dessa execução. “Toinho da Montana ou da Hilux”, como era conhecido estava sendo investigado pela polícia suspeito de tráfico de drogas em Bacabal.




“NA MINHA REGIÃO VOCÊ VAI LEVAR UMA PISA PARA PODER APRENDER E CONHECER NOSSO ESTADO”, DIZ JOSIMAR DE MARANHÃOZINHO REBATENDO ACUSAÇÕES FEITAS POR ALUÍSIO MENDES

Em pronunciamento feito na sessão desta quarta-feira (19), o deputado Josimar de Maranhãozinho (PR) desmentiu acusações feitas pelo deputado federal Aluísio Mendes de que a prefeita de Zé Doca, Josinha, teria feito demissões de servidores concursados.
“Nós temos uma parceria com mais de 70% dos professores que querem o melhor aos filhos de Zé Doca, porque temos consciência que, através do professor, os nossos filhos conseguem ter uma educação adequada e conseguem ser um profissional de qualidade”, afirmou Josimar de Maranhãozinho, acrescentando que alguns servidores foram demitidos por terem sido admitidos de forma irregular, como é o caso, por exemplo, dos servidores Iorlan de Oliveira Nunes e Sheila de Jesus.
“Se elas são capazes, se elas são boas profissionais, pois participem de um concurso público, participem de um seletivo, mas não dessa forma ilegal, pois isso gera vários crimes. Além dessas pessoas terem sido efetivadas ilegalmente, também estão há quatro anos gozando dos benefícios do plano do magistério da cidade de Zé Doca, recebendo quase um salário mínimo de quinquênio. Então é um absurdo o que estava acontecendo naquela cidade de Zé Doca”, disse o deputado, citando também o nome do servidor Antônio Ibermor, que também recebe quase um salário mínimo de quinquênio.
Desvios
Josimar de Maranhãozinho enfatizou que, durante os quatro anos de mandato da gestão passada, teria havido o desvio de aproximadamente R$ 30 milhões só de pagamentos de triênio, quinquênio, gratificações, portarias indevidas e pessoas que ganhavam do Fundeb.
“Temos aqui um caso que me chama muita atenção: a dona Dagmar Maria de Jesus, ex-mulher do vereador Alcobaça, que sempre residiu em Brasília e, por incrível que pareça, recebe dos cofres públicos, do Fundeb, quase sete mil reais, mas nunca esteve em sala de aula. É esse o crime que o deputado Aluísio Mendes disse que a prefeita Josinha está cometendo. Não há gestão, não há governo se não tiver existir parceria dos gestores comprometidos em pagar e não fraudar da forma que está acontecendo”, garantiu o deputado, citando também o nome do professor Francisco Monteiro de Lima que, segundo afirma, mora em Alcântara, nunca esteve em sala de aula, mas ganha por mês quase R$ 3 mil.
Outra irregularidade citada é o da ex-vice-prefeita Lindalva Serra Barros, que de acordo com Josimar recebia o salário de professora de mais de R$ 3 mil por mês. “Ela poderia até estar em sala de aula, mas ela tinha que optar por um salário. Ela passou os quatro anos recebendo R$ 8 mil como vice-prefeita e mais de R$ 3 mil como professora. Agora, eu pergunto ao deputado Aluísio Mendes, será se V. Exa. tem advogados capacitados para defender esse tipo de fraude?. Isto aqui é só um exemplo, nós temos mais de 300 pessoas e a prefeita Josinha tomou o cuidado de instaurar duas comissões de processos administrativos que estão sendo apurados”.
Economia
O deputado afirmou que as medidas que estão sendo adotadas pela prefeita Josinha fez o município de Zé Doca ter uma economia de R$ 500 mil por mês na folha de pagamento. A merenda escolar declinou de R$ 130 mil por mês para R$ 83 mil. “Em Zé Doca não vai mais existir fraude porque lá tem uma prefeita que está moralizando a cidade, que está moralizando o dinheiro público. A prefeita Josinha está trabalhando”.
Ainda em seu discurso o deputado Josimar mandou um recado para o deputado federal Aluísio Mendes, confira abaixo:

CASO FAZENDA COMBOIO: ACUSADOS DE MATAR LAVRADORES VÃO A JÚRI POPULAR

O 1º Tribunal do Júri de São Luís julga, nesta segunda-feira (24), Alberto Cantanhede dos Santos, Raimundo Pereira dos Santos e Antônio da Conceição, acusados do assassinato de duas pessoas, por volta das 22h do dia 08 de julho de 2003, nas margens da estrada que dá acesso à cidade de Bom Lugar, interior do Maranhão. Raimundo Aquino Filho, de 16 anos, e Antônio Gregório da Conceição foram mortos com tiros de revólver na cabeça. Eles integravam um grupo de lavradores que ocuparam a Fazenda Comboio, no município de Bacabal (MA), o que teria motivado a execução das vítimas.
Os réus Moaci Figueiredo e Reginaldo Mendes serão julgados no dia 12 de julho deste ano e o denunciado como mandante do crime, o advogado Robério de Oliveira Brígido, vai a júri popular no dia 19 de julho. O julgamento dos seis acusados deveria ocorrer na Comarca de Bacabal, mas a Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão deferiu, em setembro de 2013, o pedido de desaforamento e o processo foi remetido para São Luís, passando a tramitar na 1ª Vara do Tribunal do Júri. Os acusados foram pronunciados em agosto de 2004, pela 3ª Vara de Bacabal.
O julgamento desta segunda-feira (24) será presidido pelo juiz titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Osmar Gomes dos Santos, e ocorrerá no auditório do Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), começando às 8h30. Atuarão no júri o promotor de Justiça Luís Carlos Duarte e a assistente de acusação Eveline Dina dos Santos.  A defesa dos acusados ficará com os defensores públicos Audísio Nogueira Júnior e Adriano Jorge Campos e os advogados Ítalo Leite, Adriano Wagner Cunha, Dagoberto da Silva Filho e Roberto Charles Dias.
O juiz Osmar Gomes dos Santos explica que o processo foi desmembrado para a realização de três sessões de julgamento devido à quantidade de réus e de testemunhas a serem ouvidos e à complexidade do caso. A medida visa também a garantir aos acusados à ampla defesa. Levou em consideração, ainda, a dificuldade no cumprimento das cartas precatórias encaminhadas à comarca de origem do processo, para oitiva das testemunhas. Serão ouvidas no total 48 testemunhas de acusação e de defesa, além dos seis acusados.
EXECUÇÃO – de acordo com a denúncia do Ministério Público, os denunciados Moaci Figueiredo, Raimundo Pereira dos Santos, Antônio da Conceição e Alberto Cantanhede dos Santos, contratados pelo advogado Robério de Oliveira como seguranças da Fazenda Comboio, reuniram-se com ele na noite do crime, na cidade de Bacabal, para planejar o sequestro e assassinato de alguns invasores da fazenda.
No trajeto para o local onde estavam as vítimas, o grupo pegou o vaqueiro da fazenda, Reginaldo Mendes, que conhecia a área, invadiu as casas no Povoado Outeiro, quando os moradores já dormiam, e levaram o adolescente Raimundo Aquino Filho e Antônio Gregório da Conceição, amarrados no porta-malas de um carro até o local do crime, cerca de 50km, na estarda que dá acesso à cidade de Bom Lugar. Lá os dois homens foram chutados e executados. Na época, os acusados foram presos preventivamente.
Conforme consta nos autos, Moaci Figueiredo deitou as vítimas no chão e disparou dois tiros de revolver na cabeça de Antônio Gregório da Conceição e, em seguida, um tiro na cabeça do adolescente Raimundo Aquino Filho, retornando e atirando mais uma vez no rapaz. Segundo a denúncia, Robério de Oliveira teria ordenado a execução e mandado os outros denunciados jogarem os corpos das vítimas para fora da estrada. Com informações da Assessoria.

SARGENTO DA PM CONCLUI CURSO DE BUSCA E LOCALIZAÇÃO DE ARTEFATOS EXPLOSIVOS

Com o aumento de ocorrências violentas de criminosos com uso de explosivos contra caixas eletrônicos, agências, correspondentes bancários e dos correios em todo o país, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), por meio da Polícia Militar do Maranhão, tem investido no combate a essa modalidade de crime. Essa semana o sargento PM Leonel, da Companhia de Operações Especiais – COE, da PMMA,  concluiu o curso de especialista em Busca e Localização de Artefatos Explosivos – Blaex, curso referência no país na formação de policiais nessa área.  A solenidade de formatura do 3º Blaex aconteceu em 11 de abril, em Manaus, local onde aconteceu o curso.

O Curso teve a duração de 40 dias em regime de internato e foi promovido pelo Grupamento de Manuseio de Artefatos Explosivos (MARTE). A turma teve 29 inscritos, 12 se apresentaram, mas apenas cinco concluíram o curso.

O sargento Leonel Rodrigues de Freitas que também integra a Força Nacional, foi recebido na manhã de terça-feira (19) no gabinete do diretor de ensino da corporação, coronel PM Laercio Ozório Bueno, que parabenizou o militar e ressaltou o orgulho da corporação em contar com mais um policial militar com conhecimento na área de manuseio de artefatos explosivos. “A diretoria de ensino e a PMMA agradecem ao sargento Leonel que representou a instituição nesse curso que é referência em nosso país. Agora o sistema de segurança do nosso Estado conta com mais um especialista preparado para agir em situações em que exigem conhecimento específico”, frisou o coronel.

Segundo o sargento Leonel o curso teve como instrutores policiais militares com curso de explosivos na Argentina o que proporcionou um alto conhecimento técnico específico referentes ao atendimento de ocorrências com explosivos. Para ele a formação exigiu bastante do condicionamento físico e psicológico do militar. Houve uma semana de sobrevivência na selva, marcha e corrida de 15 km e treinamento de busca e resgate em estruturas colapsadas (Brec). Os alunos também estudaram as formas, características e funcionamento de explosivos, desativação de minas terrestre, identificação dos explosivos e equipamentos de segurança específicos para a atividade.

“O curso nos ofereceu o que existe de melhor em conhecimentos e prática sobre manuseio de artefatos explosivos. Aprendemos desde os procedimentos iniciais quando da localização de um artefato com a utilização de raios X e equipamentos robóticos, até o funcionamento de vários artefatos e bombas”, destacou o sargento.

MENOR APREENDIDO SUSPEITO DE ROUBO É LIBERADO E DEIXADO EM CASA PELA PM APÓS NÃO APARECER VÍTIMA NA DELEGACIA

PONTE QUE LIGA AO BAIRRO JUÇARAL É INTERDITADA DEVIDO AS FORTES CHUVAS

OPOSIÇÃO APONTA INCOERÊNCIA DE FLÁVIO DINO APÓS CITAÇÃO NA LAVA JATO



Oposição aponta incoerência  de Flávio após citação  na Lava Jato
Eduardo Braide, Edilázio Júnior, Sousa neto e Andrea Murad criticaram Flávio Dino (Foto: Arquivo)
A bancada de oposição apontou incoerência do governador Flávio Dino (PCdoB) após citação do comunista na Lava Jato. De acordo com os deputados estaduais, Dino, que tanto elogiou a operação quando adversários políticos foram citados, agora tenta diminuir a atuação do Ministério Público Federal (MPF) e da Justiça.
O primeiro a tratar do tema na sessão de ontem foi o deputado Edilázio Júnior (PV). Orador do Grande Expediente, o parlamentar afirmou que Dino “mordeu a própria língua”, após ter sido delatado pelo ex-funcionário da Odebrecht, José de Carvalho Filho.
Adriano Sarney vê incoerência de Flávio Dino (Foto: Ag. Assembleia)
“Ele, que até ontem era o arauto da moralidade do nosso Maranhão, que já era uma decepção como gestor e como político, agora é uma grande decepção com relação à moral. Porque o que ocorreu em relação à Odebrecht não se trata de ‘Caixa 2’, se trata de propina”, disse.
Edilázio lembrou que em 2015, ocasião em que a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) foi citada na Lava Jato, Flávio Dino e o seu grupo político fizeram uma espécie de pré-julgamento à peemedebista. Agora, o comunista tenta diminuir o pedido de abertura de inquérito no Superior Tribunal de Justiça (STJ) do qual é alvo.
“Quando a ex-governadora Roseana Sarney foi citada, na época pelo Paulo Roberto Costa, houve um alvoroço aqui de governistas, já condenando-a. Hoje o governador morde a própria língua”, completou.
Crítica
Em um aparte, o deputado Eduardo Braide (PMN) também criticou a postura adotada por Flávio Dino após envolvimento na Lava Jato.
“Eu acho que o caminho mais errado que pode se tomar em relação a essa situação, é tentar desqualificar a Operação Lava Jato, é o que tem sido feito pelo grupo do governador Flávio Dino. No portal do partido do governador, por meio de vários emissários do governador o que tenta se dizer é que a Operação Lava Jato é uma operação contra os políticos, contra a classe política e eu acho que eu esperava, particularmente, uma postura diferente do governador Flávio Dino, esperava que ele desse uma declaração apoiando a Operação Lava Jato e pedindo que a investigação corresse o mais rápido possível”, disse.
Adriano Sarney (PV) concordou com os posicionamentos de Edilázio e de Eduardo Braide e também lembrou da postura recente de Dino, quando os alvos da operação eram seus adversários políticos no estado.
“O governador Flávio Dino que tanto falou mal do grupo Sarney, que tanto falou mal do Sistema Mirante, que tanto falou mal dos deputados de oposição, agora quer utilizar uma entrevista da TV Mirante como forma de defesa. Mas ontem ele falava mal, dizia que a TV Mirante não tinha credibilidade porque era um grupo político que mandava neste estado, um grupo político que tinha força das mídias, e hoje ele utiliza dessa mídia para justamente se defender”, completou.
Sousa Neto (PROS) questionou a estratégia utilizada pelo governador de publicação de pesquisas que apontam aprovação de seu Governo.
Já Andrea Murad (PMDB), afirmou que Flávio Dino não tem mais “condição moral”, de apontar para adversários. “Ele está envolvido na Lava Jato até o pescoço. Está lá, citado na Lava Jato e terá de se defender na Justiça”, finalizou.
O Estado do Maranhão

terça-feira, 18 de abril de 2017

SEIS MOTOS ROUBADAS JÁ FORAM RECUPERADAS EM LAGO VERDE EM MENOS DE 45 DIAS


Desde que assumiu o comando do Destacamento da Polícia Militar de Lago Verde-MA, que pertence ao 15° Batalhão de Bacabal, o 3° Sargento Édson tem realizado junto com sua equipe um grande trabalho naquele município. Com isso, o índice de criminalidade tem caído consideravelmente na cidade. A prova é as várias motos recuperadas depois da chegada do novo comandante no Destacamento.

Na manhã do último sábado (15), por volta das 10 horas, a equipe composta pelo Sgt Édson, CB Edmar e CB Sousa, realizavam abordagens quando se depararam com uma motocicleta sem placa sendo conduzida por uma mulher do povoado Itans zona rural de Lago Açu.

Ao ser questionada sobre os documentos, disse que a moto seria emprestada e que depois o proprietário traria a Nota Fiscal. Mas ao consultar o chassi da moto no sistema do Detran/MA, foi constatado que o veículo já havia sido emplacado e que seria produto de roubo que ocorreu no dia 19 do 09 de 2015, na entrada na estrada vicinal que liga ao povoado São Paulo Apóstolo as margens da BR 316, zona rural de Bacabal.

Na época a vítima fez o BO (5063/2015) no 1° Distrito Policial de Bacabal sobre o assalto. O suspeito do Assalto de acordo com informações seria o indivíduo conhecido por “Vando” morto em 26/03/2017.

Só na cidade de Lago Verde sob o comando do Sargento PM Edson Nicolau, que teve início em fevereiro, seis motos roubadas ou furtadas já foram recuperadas.

MARANHENSES INVESTIGADOS PELA LAVA JATO NÃO ABREM MÃO DE CANDIDATURAS E INTENSIFICAM SUAS AÇÕES DE CAMPANHA

É unânime a impressão de que as bombásticas revelações feitas pelos delatores da Odebrecht em relação à política do Maranhão causaram estragos nas imagens dos seus protagonistas, mas são igualmente numerosas as divergências a respeito de qual será a extensão dos danos e os seus efeitos na corrida eleitoral do ano que vem. Até aqui, não há sinais de que o governador Flávio Dino (PCdoB) venha a promover alterações no roteiro do seu projeto de reeleição, como também não há informação de que o senador Edison Lobão (PMDB) esteja planejando qualquer movimento no sentido de tentar se reeleger. Os deputados federais José Reinaldo Tavares (PSB) e Weverton Rocha (PDT) não alteraram um milímetro sequer das rotas das suas caminhadas visando desembarcar no Senado. O que se viu até agora foram declarações categóricas de inocência e, na esteira da autodefesa enfática, assistiu-se esses chefes de peso afirmar que são vítimas de “mentiras” e “distorções”, e confirmar – com exceção de Edison Lobão – que suas caminhadas em direção às urnas são irreversíveis.
No meio político, partidários, aliados e até mesmo adversários do governador Flavio Dino manifestam certeza de que ele não tem de se preocupar em relação à sua candidatura à reeleição. Na cuidadosa leitura que afirmam ter feito da delação do executivo José de Carvalho Filho, não existe a confirmação de que o então deputado federal Flávio Dino tenha recebido R$ 200 mil de caixa 2 da Odebrecht para sua campanha ao Governo do Estado em 2010. O delator afirma que Flávio Dino recebeu uma senha e forneceu o endereço para a entrega do dinheiro, mas o governador rebate no mesmo tom, afirmando categoricamente que não recebeu tal senha, não forneceu o tal endereço nem viu a cor do dinheiro, acrescentando que, por não haver existido, a tal “ajuda” não consta da sua prestação de contas da sua campanha. Na mesma ciranda de declarações conflitantes, Flávio Dino confirma ter recebido “doação” da Odebrecht para a campanha de 2014, mas enfatiza que ela foi dada pelos meios legais e está contabilizada na prestação de contas. Ou seja, a versão do governador parece se impor sobre a do delator.
Os que acham que o governador Flávio Dino sairá ileso da pancadaria argumentam ele levou a melhor sobre a delação, pois até aqui parece não haver prova material de que tenha de fato recebido dinheiro de caixa 2 em 2010. Isso torna difícil que a Justiça abrace o conteúdo da delação e despreze a defesa do governador e o condene sem provas. E independentemente de aparecerem ou não provas, seus adversários aplaudem o delator Carvalho Filho e torcem para que o governador se enrole de vez, seja condenado e impedido de concorrer, o que parece altamente improvável. Daí a conclusão de que o caminho de Flávio Dino seja manter sua campanha a todo vapor.
Todas as evidências surgidas até agora sinalizam que o senador Edison Lobão caminha para a aposentadoria. Alvo de seis inquéritos, todos eles baseados em delações que o apontam como favorecido com milhões e milhões de reais saídos de esquemas de corrupção no setor do petróleo (Petrobras), energia elétrica (usinas elétricas) e energia nuclear (Angra III) quando comandou o Ministério de Minas e Energia nos Governos Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT). Por meio do criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, Lobão vem negando peremptoriamente as acusações, rebatendo as delações taxando-as de “mentirosas” e jurando que nunca foi favorecido com um tostão de dinheiro sujo desviados por esses esquemas. A Procuradoria geral da República, porém, garante ter reunido provas “robustas” contra o senador, que com o apoio do PMDB e outros partidos, foi recentemente eleito presidente da poderosa Comissão de Constituição e Justiça do Senado, cargo normalmente ocupado por senadores de reputação ilibada. É prematuro afirmar que Edison Lobão venha a ser declaro culpado e condenado e seja banido da vida pública. Mas nos bastidores da política não se encontra quem aposte um centavo na sua absolvição. E até por conta da sua postura discreta, avessa a embates públicos, o senador não disse até agora qual o seu próximo passo político, fomentando assim a suspeita de que encerrará com o atual mandato, com desfecho policial, uma das mais vitoriosas e brilhantes carreiras políticas do Maranhão nas últimas décadas.
Com a experiência de quem já comeu o pão que o diabo amassou na famosa Operação Navalha, deflagrada em 2007 em mais de uma dezena de estados e mais o Distrito Federal, na qual foi acusado de se beneficiar de um esquema montado pela construtora também baiana, o deputado federal José Reinaldo Tavares foi alcançado por tabela pela Operação Lava Jato, já que o grande vilão das investigações, Lago na Prefeitura de São Luís. No caso, o investigado é o advogado Ulisses Martins, que na condição de procurador geral do Estado no Governo de José Reinaldo, teria recebido R$ 1,2 milhão de propina para garantir que o Governo pagasse um débito de cerca de R$ 30 milhões com a Odebrecht. Todas as evidências dizem que quem está caminhando para ajustar contas com a Justiça e acabar atrás das grades é mesmo Ulisses Martins, apontado como mentor e maior beneficiário do esquema com a Odebrecht no Maranhão. O ex-governador diz e repete que nada tem a ver com a encrenca, garante que está limpo, que as investigações vão provar sua inocência e que não abre mão da candidatura ao Senado. Admite que sofreu abalos no seu prestígio político, mas garante que tem fôlego para levar o projeto em frente.
Situação idêntica vive o deputado federal e líder do PDT na Câmara Federal, Weverton Rocha. Um dos mais – se não o mais – ativo candidato ao Senado pelo Maranhão, o líder pedetista foi recentemente denunciado ao Supremo Tribunal Federal como suspeito de desviar dinheiro público na reforma do Ginásio Costa Rodrigues quando secretário de Esporte e Juventude do Governo Jackson Lago (2007-2009). Weverton Rocha garante que a denúncia pé um factóide, que vai provar sua inocência e recolocar a verdade no seu devido lugar. Sobre seu projeto senatorial, o  parlamentar reafirma categoricamente aos seus interlocutores que ele está firme, de pé e com amplas possibilidades de dar certo, não admitindo qualquer dúvida a respeito. Aos seus interlocutores, Weverton Rocha garante que não vê qualquer risco à sua candidatura. Tanto que a campanha continua em curso e intensa.
Agora é aguardar o desenrolar dos processos, que já estão em pleno movimento.
Por Ribamar Correia

COM VÁRIAS PASSAGENS NA POLÍCIA INDIVÍDUO "ADÃOZINHO" É PRESO MAIS UMA VEZ, AGORA ELE É SUSPEITO DE FURTAR UM CORDÃO DE OURO

FALTA MERENDA NAS ESCOLAS DO MUNICÍPIO DE SÃO LUÍS GONZAGA DO MARANHÃO E MINISTÉRIO PÚBLICO REQUER IMEDIATA REGULARIZAÇÃO DO FORNECIMENTO

Devido à falta de merenda escolar nas escolas de São Luís Gonzaga do Maranhão, o Ministério Público do Maranhão propôs, em 30 de março, Ação Civil Pública contra o referido Município, requerendo a imediata regularização do fornecimento de alimento aos estudantes da rede pública local. Ajuizou a manifestação ministerial a promotora de justiça Linda Luz Matos Carvalho.

Após denúncia de moradores, a equipe da Promotoria de Justiça de São Luís Gonzaga do Maranhão realizou vistoria nas escolas Luís Rocha, Anne Emanuelle e Tio Patinhas, constatando que em seus depósitos não havia qualquer alimento, apesar de as unidades estarem em funcionamento.

Foi atestado também que, em 2017, não houve fornecimento de merenda escolar na rede municipal. Além disso, os diretores informaram que não há previsão de solução do problema.

O MPMA constatou ainda que a Prefeitura de São Luís Gonzaga do Maranhão recebeu regularmente os recursos para a garantia da merenda escolar, no valor de R$ 57.276,60. O montante foi encaminhado às contas do Município, no dia 3 de março, ou seja, antes do início do ano letivo.

“Os fatos são por demais graves, pois levam as crianças e adolescentes do município a não ter uma educação de qualidade, por falta de um item que se torna essencial ao desenvolvimento de uma sociedade carente”, afirmou a promotora de justiça Linda Luz Carvalho, na ação.

PEDIDO

A Promotoria solicitou, como tutela antecipada de urgência, o completo fornecimento da merenda escolar, no prazo de cinco dias, aos alunos das escolas das zonas urbana e rural do Município.

Em caso de descumprimento, foi sugerido o pagamento de multa diária no valor de R$ 5 mil.

DOIS PASTORES DA ASSEMBLÉIA DE DEUS MORREM EM ACIDENTE NA BR 135 EM SÃO MATEUS DO MARANHÃO

O acidente aconteceu por volta das 20:30hrs de ontem(17),na Br 135 próximo a entrada da cidade de São Mateus do Maranhão envolvendo uma carreta que trafegava sentido São Mateus/ Caxuxa, bateu de frente com um carro modelo Ford/Fiesta placas NXO 7574 que era ocupado por três pessoas: O motorista Jociel Rocha de Almeida 31 anos que teve ferimentos grave e que foi socorrido e levado para o Hospital da cidade de Peritoró, e dois pastores que congregam na Igreja Assembléia de Deus que morreram no local. Eles foram identificados como: Geraldo Lemos Miranda  e Israel Silvestre, ambos da cidade de São Mateus do Maranhão que estavam vindo de um evento religioso ocorrido na semana santa no estado do Piauí.

De acordo com informações do motorista da carreta identificado como Luciano Amorim Barbosa natural de Feira de Santana na Bahia, o mesmo teria desviado de animais na pista em seguida de um buraco e que acabou invadindo a pista contrária que estava o outro veiculo. O caso foi levado para ser apurado na delegacia de polícia da cidade de São Mateus do Maranhão.

Todos os detalhes sobre esse acidente assista na reportagem abaixo:

ESTRADA QUE LIGA AO POVOADO PALMEIRAL ESTÁ INTRAFEGÁVEL

BRIGA DE VIZINHO! "BEM TE VI" É PRESO APÓS AMEAÇAR COM UMA FOICE O SEU VIZINHO

DOIS JOVENS SÃO PRESOS ACUSADOS DE FURTO DE UMA MOTO BIZ

segunda-feira, 17 de abril de 2017

ROBERTO COSTA PRESTIGIA VIA SACRA REALIZADA PELO GRUPO DE JOVENS DA VILA FREI SOLANO

EMPOSSADO NOVO CORREGEDOR GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO MARANHÃO


Em sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado do Maranhão realizada na manhã desta segunda-feira, 17, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, foi empossado o novo corregedor-geral da instituição, o procurador de justiça Eduardo Jorge Hiluy Nicolau.

O corregedor-geral do MPMA, que tem quase 37 anos de atuação no Ministério Público do Maranhão, assume o cargo para o biênio 2017-2019. Eduardo Nicolau foi eleito pelo Colégio de Procuradores no último dia 5, quando concorreu com o também procurador de justiça Carlos Jorge Avelar Silva.

Após o juramento do novo corregedor-geral, foi feita a leitura do termo de posse, pela procuradora de justiça Flávia Tereza de Viveiros Vieira, e a assinatura do termo pelo empossado e pelo procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho.

O procurador de justiça Suvamy Vivekananda Meireles, que deixava o cargo de corregedor-geral do MPMA após o seu quarto mandato, falou sobre os seus quatro anos à frente da Corregedoria, elencando avanços como o Manual de Atuação Funcional do Ministério Público do Maranhão e o Ato Regulamentar Conjunto n° 05/2014, que regulamenta normas do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e do Colégio de Procuradores de Justiça, uniformizando nomenclaturas e prazos de tramitação de demandas submetidas ao MPMA.

Suvamy Meireles também lembrou a criação do Grupo de Promotores Itinerantes (GPI), que teve apoio direto da Corregedoria e os provimentos que tratam do estágio probatório dos membros do MPMA e das correições e inspeções nas promotorias de justiça, ressaltando que foram feitas, nos últimos quatro anos, cerca de 300 correições em promotorias e procuradorias de justiça.

O presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão, Tarcísio José de Sousa Bonfim, falou sobre a importância do controle do poder em um regime democrático, papel que no Ministério Público é exercido pela Corregedoria. Para o promotor de justiça, o apoio e a orientação do órgão aos membros da instituição são importantes na busca por resultados efetivos à comunidade.

Tarcísio Bonfim homenageou Suvamy Meireles, que “empunhou como arma maior o diálogo, a orientação e interlocução”, além de lutar pela autonomia da Corregedoria local frente à Corregedoria Nacional do Ministério Público. Em nome da Ampem, seu presidente desejou ao novo corregedor-geral do MPMA sucesso, acreditando no seu empenho em proporcionar condições para que os membros da instituição possam desempenhar suas atribuições.

Eduardo Nicolau afirmou que a confiança depositada pelo Colégio de Procuradores aumenta a sua responsabilidade e o fará mais atento na busca por um Ministério Público mais humano, mais social e mais comprometido com os interesses de quem, por falta de direitos sociais, clama por quem o proteja.

“Esse é o nosso papel: ouvir e agir. E é essa a marca que quero imprimir à gestão da Corregedoria do Ministério Público nesses dois anos”, afirmou o corregedor-geral do Ministério Público do Maranhão. Eduardo Nicolau afirmou que pretende trabalhar para renovar o entusiasmo de cada membro da instituição em seu compromisso constitucional de defesa da ordem jurídica e dos interesses sociais e individuais indisponíveis.

“Não pouparemos esforços para apoiar cada promotor e promotora de justiça que queira fazer de sua promotoria uma trincheira para a cidadania, para o combate à criminalidade e à corrupção e para a defesa dos direitos transindividuais”, garantiu Eduardo Nicolau. “Mas peço que também venham comigo. Preciso de todos. Vamos juntos renovar o nosso entusiasmo e nos doar mais e melhor para essa sociedade tão sofrida e que quer ver a sua redenção passar por uma parceria com quem foi concebido constitucionalmente para estar ao seu lado”, completou.

O procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Coelho, falou sobre a Carta de Brasília, documento assinado entre a Corregedoria Nacional do Ministério Público e as corregedorias dos ramos ministeriais visando à modernização do controle das atividades e ao fomento de uma atuação resolutiva do Ministério Público brasileiro, ressaltando a importância das corregedorias nesse trabalho.

“A Corregedoria deve apoiar esses homens e mulheres para que enfrentem os algozes dos interesses sociais que a Constituição nos incumbiu de defender. E apoiar esses homens e mulheres é orientar quando necessário, acompanhar quando preciso e exercer o freio disciplinar quando as ilegalidades de alguma conduta pessoal ou profissional deslegitimarem seu papel de agente do Ministério Público”, afirmou Luiz Gonzaga Coelho.

Por fim, o procurador-geral de justiça parabenizou o procurador Suvamy Vivekananda Meireles por sua atuação frente à Corregedoria e ressaltou a enorme capacidade de trabalho do novo corregedor-geral, Eduardo Nicolau, desejando-lhe sucesso e afirmando publicamente o apoio da Procuradoria Geral às atividades da Corregedoria.

Também compuseram a mesa do evento o subprocurador-geral de justiça para Assuntos Jurídicos, Francisco das Chagas Barros de Sousa; a subprocuradora-geral de justiça para Assuntos Administrativos, Mariléa Campos dos Santos Costa; a ouvidora do MPMA, Rita de Cássia Maia Baptista Moreira; o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cleones Carvalho Cunha; a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Anildes Cruz; a diretora da Escola Superior do Ministério Público, Ana Teresa Silva de Freitas; o deputado federal Aluísio Mendes; o prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva; o defensor público geral, Werther de Morais Lima Junior; e a representante da Controladoria Geral da União, Leilane Maria da Silva.

EQUIPE

Após a solenidade, o corregedor-geral e o procurador-geral de justiça se reuniram para dar posse à nova equipe da Corregedoria do MPMA. Os novos promotores-corregedores são José Márcio Maia Alves, José Lucíolo Gorayeb Santos, Antonio Augusto Nepomuceno Lopes, Carlos Henrique Rodrigues Vieira e Luiz Muniz Rocha Filho. A promotora de justiça Lúcia Cristiana Silva Chagas também vai compor a equipe.

ATRIBUIÇÕES DA CORREGEDORIA GERAL

Integrante da administração superior, a Corregedoria Geral do Ministério Público é o órgão orientador e fiscalizador das atividades funcionais e da conduta dos membros do Ministério Público. Entre suas atribuições, estão as tarefas de fazer correições e inspeções nas Promotorias de Justiça, além de inspeções nas Procuradorias de Justiça.

O corregedor-geral do Ministério Público é auxiliado por um grupo de promotores de justiça-corregedores, integrado por membros da entrância final, indicados pelo corregedor-geral e designados pelo procurador-geral de justiça.

SARGENTO DA PM SOFRE TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM SÃO MATEUS DO MARANHÃO

MENSAGEM DO SENADOR JOÃO ALBERTO DE SOUSA PELOS 97 ANOS DE BACABAL

MENSAGEM DO DEPUTADO FEDERAL JOÃO MARCELO PELOS 97 ANOS DE BACABAL

MINISTÉRIO PÚBLICO E PREFEITURA FIRMAM TAC PARA EQUIPAR CONSELHO TUTELAR DE OLHO D'AGUA DAS CUNHÂS


O Ministério Público do Maranhão, por meio da Promotoria de Justiça de Olho d'Água das Cunhãs, firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), no último dia 6, com o Executivo Municipal. Nos termos do acordo estão medidas que garantam o funcionamento do Conselho Tutelar do município.

O TAC foi assinado pela promotora de justiça Gabriele Gadelha Barboza de Almeida e pelo prefeito de Olho d'Água das Cunhãs, Rodrigo Araújo de Oliveira.

O Termo de Ajustamento prevê prazo de 90 dias para que o Município dote o Conselho da estrutura mínima necessária ao seu funcionamento, o que inclui espaços adequados para reuniões, secretaria e arquivo, mesas e cadeiras em quantidade adequada, além de todo o mobiliário. Entre os equipamentos previstos também estão computador, impressora, scanner, ventilador, arquivo e armário.

Também está prevista a disponibilização de serviço de internet e o fornecimento de material de expediente, higiene e limpeza, que devem obedecer a um fluxo de repasse tal qual outros órgãos da administração municipal.

Os gastos com o Conselho Tutelar também deverão ser incluídos nas Leis de Diretrizes Orçamentárias e Leis Orçamentárias, garantindo legalmente a manutenção dos serviços prestados pelo órgão.

No documento, a promotora Gabriele de Almeida ressalta que a Lei Municipal nº 824/2016, que instituiu a Política Municipal de Atendimento aos Direitos da Criança e do Adolescente, coloca o Conselho Tutelar como um dos instrumentos dessa Política. Para a promotora de justiça, embora o Ministério Público esteja realizando uma série de transações penais em benefício do Conselho, a Prefeitura precisa ser chamada a cumprir o seu papel.

O TAC estabelece multa diária de R$ 1 mil, a ser paga pessoalmente pelo prefeito Rodrigo Araújo de Oliveira, para o caso de descumprimento de quaisquer dos itens do acordo. Os valores deverão ser revertidos ao Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente do Município de Olho d´Água das Cunhãs.

DOIS JOVENS SÃO PRESOS APÓS NÃO OBEDECEREM ORDEM DE PARADA DA POLÍCIA

domingo, 16 de abril de 2017

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE COMEÇA NESTA SEGUNDA FEIRA(17)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), mobilizou e capacitou profissionais de saúde para 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, que será no período de 17 de abril a 19 de maio. O Maranhão receberá 1.864.000 doses da vacina.

Ao todo, 150 coordenadores de imunização de todo o estado participaram do Seminário de Sensibilização da Campanha de Vacinação Contra a Influenza, realizado dias 30 e 31 de março. De acordo com Helena Almeida, chefe do Departamento do Controle das Doenças Imunopreviníveis da SES, com a capacitação, os municípios estão aptos para iniciar a campanha, mobilizar a população e bater as metas estabelecidas para cada um deles.

“Nós tivemos dois dias de treinamento, em que os coordenadores de imunização receberam todas as orientações sobre a estratégia da campanha para este ano. Essa semana ainda, eles começam a receber as primeiras doses da vacina e, no próximo dia 17, iniciamos a campanha”, explicou.

No Maranhão, as vacinas serão distribuídas entre as 19 Unidades Regionais de Saúde, em sete etapas, sendo mantido 6 de maio como o dia “D” de mobilização de vacinação contra influenza.

“As vacinas estarão disponíveis nos postos de saúde e unidades básicas de saúde dos municípios. Nesse primeiro momento, daremos ênfase à vacinação dos grupos prioritários, que são os doentes crônicos, as gestantes, crianças de seis meses a menores de cinco anos, mulheres com até 45 dias após o parto, idosos, trabalhadores da saúde, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e os povos indígenas”, explica Helena Almeida.

Este ano, o público alvo da vacinação contra influenza compreende 60 milhões de pessoas em todo o país. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

A Influenza é responsável por um grande número de internações hospitalares no país. Com a vacinação, o Ministério da Saúde espera reduzir o número de pessoas infectadas com as doenças, diminuindo também seus desfechos mais graves que podem levar até a morte. Os dados demonstram, ainda, que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da Influenza.


Grupos prioritários da vacinação contra Influenza:

Crianças de 6 meses a menores de 5 anos (Crianças que vão tomar a vacina pela primeira vez devem tomar uma dose de reforço 30 dias após receberem a primeira dose);

Gestantes (A vacinação das grávidas poderá ser feita em  qualquer idade gestacional);

Puérperas;

Trabalhador de saúde da rede pública ou privada;

Povos indígenas;

Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

População privada de liberdade;

Funcionários do sistema prisional;


Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais