ROBERTO ROCHA ASSUME A LIDERANÇA DO PSB NO SENADO FEDERAL - Blog do Randyson Laércio

Post Top Ad

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

ROBERTO ROCHA ASSUME A LIDERANÇA DO PSB NO SENADO FEDERAL



Roberto Rocha é senador pelo PSB
Roberto Rocha é senador pelo PSB
A saída do senador Fernando Coelho do PSB para o PMDB trouxe mudanças favoráveis para o senador do Maranhão Roberto Rocha. Antes encurralado por membros do PSB no estado, Rocha agora se tornou líder do PSB no Senado e trabalha de forma mais intensa a possibilidade de se manter no partido com o direito de ser candidato a governador em 2018 com o apoio do PSDB.
Fernando Coelho anunciou ontem que deixou o PSB e se filiou ao PMDB. Ele era o líder do partido socialista no Senado. Com isso, ficou com a liderança o senador Roberto Rocha, ganhando força interna nacionalmente.
Além disso, a saída de Coelho do PSB deixa a ala do partido, a de Pernambuco, enfraquecida para a eleição interna para presidente nacional da sigla. Essa disputa terá influência direta nos rumos que Rocha irá tomar para o pleito do próximo ano.
Explica-se: Fernando Coelho era um dos nomes que pertencia ao grupo de Pernambuco do PSB e que trabalha para deixar o partido, no Maranhão, ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB), o que inviabilizaria uma candidatura de Rocha ao governo em 2018 pelo partido socialista.
Com a saída dele do PSB, o grupo de Pernambuco fica enfraquecido e o de São Paulo, cujo candidato a presidente nacional é Márcio França, que é vice-governador paulista, a situação para Rocha melhora ainda mais.
Com o PSB nas mãos dos membros paulistas, aumenta a possibilidade de Rocha ser o candidato a governador pelo partido e ainda ter o PSDB como seu aliado no próximo ano.
Imbróglio no Maranhão
Roberto Rocha desde que entrou no PSB, em 2011, briga pelo comando do partido. Ele conseguiu ficar com a presidência da legenda em São Luís nas eleições de 2016 e evitou deixar a legenda a favor do governador Flávio Dino, que trabalhava para a candidatura do deputado estadual, Bira do Pindaré.
Depois das votações de propostas do governo federal no Senado, Roberto perdeu força nacionalmente porque votou contra decisões do partido e acabou perdendo o comando da legenda na capital para Bira do Pindaré, que após ser eleito presidente do diretório municipal, disse que o senador deveria deixar o partido.
Com isso, Rocha intensificou as conversas com membros do PSDB, partido que ele passou 16 anos, e ganhou garantias que se retornar a sigla, terá espaço para disputar a eleição para governador do Maranhão.
Mais
Enquanto não fica definida a situação de Roberto Rocha no PSB, o senador vem se reunindo com nomes de destaque do PSDB nacionalmente. Ontem, Rocha foi recebido pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Na pauta a relação do senador com o PSDB, a possibilidade do retorno de Rocha ao ninho tucano e, principalmente, a necessidade de posicionamento da legenda em relação a aliança do partido com o PCdoB no Maranhão.
O Estado do Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad