PARLAMENTARES DISCUTEM MCROCEFALIA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS - Randyson Laércio

Post Top Ad

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

PARLAMENTARES DISCUTEM MCROCEFALIA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

A Comissão de Seguridade Social e Família, discutiu na última terça feira (17.11), a incidência de  casos de microcefalia notificados no Nordeste.

Os deputados exigiram mais dinheiro para o Ministério da Saúde combater e investigar o aumento de casos de recém-nascidos com essa doença. Em sete estados do Nordeste já foram identificados 399 casos de microcefalia em bebês. O Ministério da Saúde decretou Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

Para o Deputado Federal João Marcelo Souza (PMDB-MA), é preciso que o governo intensifique o combate ao mosquito transmissor do vírus zika, para combater o quanto antes a proliferação desses casos:


“Se não combatermos esse vírus o quanto antes, poderemos ter uma epidemia no país. Trata-se de uma questão grava e que merece toda a nossa atenção nesse momento”, afirmou o parlamentar maranhense.

Segundo informações do diretor do Departamento de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, epidemiologistas, pesquisadores e laboratórios estão investigando a doença, para melhorar o diagnóstico, acompanhar crianças afetadas e aconselhar mulheres grávidas e mulheres que pretendem engravidar nos próximos meses.

A Fundação Oswaldo Cruz, isolou o vírus zika no líquido do útero de algumas mulheres grávidas cujas crianças estão com malformação. Para Maierovitch isso dá quase certeza de que a causa dessa malformação é a infecção pelo vírus zika, durante o primeiro trimestre de gravidez.

CASOS EM INVESTIGAÇÃO NOS SETE ESTADOS

QUE TIVERAM AUMENTO INUSITADO DE MICROCEFALIA:
ESTADO
N° DE CASOS/2015
PERNAMBUCO
268
SERGIPE
44
RIO GRANDE DO NORTE
39
PARAÍBA
21
CEARÁ
9
PIAUÍ
10
BAHIA
8
*Dados do Ministério da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad