PARA ROBERTO COSTA ADIAMENTO DE ELEIÇÃO DO PMDB É FACTÓIDE - Randyson Laércio

Post Top Ad

sábado, 24 de outubro de 2015

PARA ROBERTO COSTA ADIAMENTO DE ELEIÇÃO DO PMDB É FACTÓIDE

O deputado estadual Roberto Costa, afilhado político do senador João Alberto, reagiu diante das declarações de Ricardo Murad sobre a possibilidade de adiamento da eleição do PMDB, marcada para o dia 30 de outubro.
A disputa para o comando do PMDB do Maranhão deve ficar entre o atual presidente João Alberto e a deputada estadual Andrea Murad.
Entretanto, Ricardo Murad aventou a possibilidade de adiar o pleito por algumas irregularidades no processo de convocação para a eleição, o que foi contestado por Roberto Costa.
“O processo eleitoral está devidamente respaldado no estatuto do partido e nas orientações da direção nacional do PMDB e todas as etapas jurídicas foram cumpridas. Portanto, não passa de factoide criado por Ricardo Murad, que a eleição poderá ser adiada. Na verdade eles estão espalhando isso, porque querem criar uma instabilidade em função de não ter conseguido o apoio da maioria dos diretórios, compostos por delegados e líderes políticos; Todos já conhecem sua história. Essa prática de Ricardo já é conhecida nos partidos por onde ele passou. Como ele não consegue construir espaços democráticos de diálogo, ele tenta inviabilizar a conjuntura partidária, tumultuando o processo. Não aceitaremos que o PMDB seja usado como escudo para defender os interesses pessoais de Ricardo Murad, e isso é consenso entre os partidários. Por essa razão, ele age de forma desesperada na tentativa de não ser desmoralizado, por não conseguir o apoio da maioria dos diretórios. Eles já perceberam que essa candidatura está sendo repudiada pelos membros do partido. Tanto é que a chapa deles é formada por 90% de pessoas de Coroatá, isso reforça que eles não têm o apoio para continuar nessa disputa”, disparou Roberto Costa.
A definição do comando do PMDB no Maranhão será decisiva para os rumos do partido nas eleições de 2016. Na capital maranhense, onde a disputa parece mais acirrada, o grupo de Andrea Murad defende candidatura própria, enquanto que o grupo de João Alberto prega uma aliança que pode ser construída com o atual prefeito Edivaldo Júnior (PDT), a deputada federal Eliziane Gama (REDE) ou mesmo a vereadora Rose Sales (PV).
Vale apena aguardar os próximos capítulos da disputa dentro do PMDB.
Blog do Jorge Aragão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad