PRISÕES EM TODO O ESTADO DESARTICULAM O TRÁFICO DE DROGAS E ASSALTOS A BANCO - Randyson Laércio

Post Top Ad

segunda-feira, 8 de junho de 2015

PRISÕES EM TODO O ESTADO DESARTICULAM O TRÁFICO DE DROGAS E ASSALTOS A BANCO

A rotina de prisões realizadas pela Polícia do Maranhão, tanto a Polícia Militar, quanto a Polícia Civil, tem sido intensa desde o início de 2015. De lá para cá, as duas corporações realizaram 1.118 prisões em todo o estado. Assaltantes de banco, assaltantes comuns, homicidas, traficantes de drogas, agiotas, as ações do Sistema de Segurança não se limitaram a uma ou outra modalidade de crime. Somente de maio, várias prisões importantes foram realizadas, como a de seis integrantes de uma quadrilha interestadual que assaltava bancos no Maranhão e no Pará. E à noite de terça (2), o vigilante Luiz Carlos Almeida, que executou um homem inocente em público na cidade de Vitória do Mearim, no dia 28 de maio, foi apresentado pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela; e pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marco Antônio Alves da Silva.

O combate constante ao tráfico de drogas também motiva uma série de prisões. Somente na sexta-feira (5), cinco pessoas foram presas de uma única vez na Vila Bacanga sob suspeita de tráfico, associação para o tráfico e receptação. José Ronaldo Diniz Santos; Aline Bianca Moraes de Sousa; Rosangela Moraes de Sousa; André Luiz Pereira Santos da Silva e Washington Moraes Gomes foram autuados em flagrante na sexta-feira (5). No mesmo dia, mas em Santa Inês, Paulo Henrique Gomes Feitosa, 18 anos, e Maria das Graças Barros Gomes, 62 anos, foram encontrados três quilos de maconha.

“O trabalho da Polícia Militar, Polícia Civil e de todas as forças policiais do estado está fragilizando as lideranças criminosas do Maranhão. Estão sendo realizadas ações pontuais e exitosas”, é o que afirma o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marco Antônio Alves da Silva. Ele se refere a ações muitas vezes conjuntas das Polícias Civil e Militar em que associações criminosas são desarticuladas, como foi o que ocorreu no último dia 22 de maio com a prisão de Judnilson da Silva Sousa, conhecido como Palhaço. Ele é suspeito de integrarquadrilha especializada em assaltos a instituições financeiras, que atuava nos estados do Maranhão e Piauí.

Palhaço e mais dois integrantes da quadrilha foram presos por homens do 11º Batalhão da Polícia Militar, em Timom. A polícia chegou até eles por conta do sucesso de operação conjunta da Polícia Civil do Maranhão com a do Pará, que culminou com a prisão de mais cinco integrantes da mesma quadrilha, na madrugada da mesma sexta-feira (22), na cidade de Brejo Grande de Araguaia, no estado vizinho. No Pará, a quadrilha já se organizava para fazer mais um assalto.

No dia 25 de maio, o delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros, apresentou Palhaço e outros integrantes da quadrilha à imprensa. Na mesma ocasião também foi apresentado Osmar Pereira Alves, conhecido como ‘Fabiano’, 29 anos. Ele é suspeito de ter assassinado o presidente da Câmara dos Vereadores de Santa Luzia do Tide, Cícero Ferreira da Silva, no dia 3. Fabiano havia sido preso no dia 21 de maio, no Povoado Olho d’Água do Lapela, zona rural da cidade de Conceição do Lago Açu. Neste caso a ação foi coordenada pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

Outro exemplo de desarticulação de quadrilhas perigosas foi a ação que resultou na detenção de 13 pessoas, seis delas foram presas de fato e as outras sete pessoas detidas para averiguação. Todas são suspeitas de envolvimento em assaltos e outras ações criminosas na região de Vargem Grande. Quatro delegados e 30 policiais em dez viaturas participaram da ação. Armas e entorpecentes foram apreendidos.

Violência também não fica impune

Na última quarta-feira (4), a Polícia também apresentou o vigilante Luiz Carlos Machado de Almeida, suspeito de executar o mecânico Irialdo Batalha, em público, no último dia 28, no município de Vitória do Mearim. O vídeo do vigilante efetuando dois tiros a queima-roupa correu as redes sociais e causou comoção. Luiz Carlos foi preso por policiais militares do município de Viana.

Outro caso que provocou comoção foi a assalto a uma casa na praia de Ponta Verde, região de Panaquatira, em São Luís. O crime ocorreu no dia 22 maio, entre as vítimas fatais estava o policial militar Max Muller que reagiu ao assalto e provavelmente evitou que a tragédia fosse ainda pior. Onze dias depois, a polícia já havia prendido quatro integrantes da quadrilha responsável pelo assalto e estava a procura de mais seis homens identificados a partir das investigações que se iniciaram imediatamente após o crime.

Investimentos

Todo esse esforço da polícia está amparado pelo investimento do Governo do Maranhão na área da Segurança Pública. Somente nos primeiros quatro meses de 2015, R$ 235.525.63,99 foram investidos no setor, valor 25% superior ao destinado à segurança pública no mesmo período de 2014. “Temos recebido apoio integral do Governo do Estado. O governador tem acompanhado nosso trabalho de perto exigindo melhoras e resultados positivos”, afirma o delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros.

O secretário de Estado da Segurança, Jeferson Portela, também falou da importância da parceria nas ações polícias. “O Governo Federal e a Secretaria Nacional de Segurança Pública tem enfatizado a importância dessa política, e o governador Flávio Dino tem nos orientado nessa linha da integração. O trabalho em equipe possibilita a troca de conhecimento e agilidade no cumprimento de metas e objetivos compartilhados”, afirmou.


QUADRO
Prisões

Caso Vitória do Mearim - Foi apresentado, durante entrevista coletiva, na quarta-feira (4), o vigilante Luiz Carlos Machado de Almeida, suspeito de executar o mecânico Irialdo Batalha, em público, no último dia 28, no município de Vitória do Mearim.

Caso Panaquatira - A Polícia Civil cumpriu mandados de prisões temporárias em desfavor de Joseane Aires Costa, de 28 anos e José Luis da Silva Araujo, 34 anos. Eles sãos os caseiros envolvidos no crime que vitimou três pessoas, na noite do último dia 22. Os caseiros são suspeitos de fornecerem as informações e de terem ajudado no transporte da quadrilha para a casa de veraneio em Ponta Verde. Outro suspeito detido após as investigações foi a do adolescente de 16 anos. O inquérito continua andamento no intuito de prender os outros envolvidos no crime.

Caso Santa Luzia do Tide – No dia 21 de maio foi apresentado Osmar Pereira Alves, conhecido como ‘Fabiano’, 29 anos e suspeito de ter assassinado o presidente da Câmara dos Vereadores de Santa Luzia do Tide, Cícero Ferreira da Silva, no dia 3 do mesmo mês. Fabiano preso no dia 21 de maio, no Povoado Olho d’Água do Lapela, zona rural da cidade de Conceição do Lago Açu.

E mais

Dia 8 de janeiro
Serviço de Inteligência da Polícia Militar confronta homens que haviam assaltado agência do Itaú, na Rua da Paz, Centro de São Luís. Os quatro assaltantes foram localizados no bairro Miritiua, São José de Ribamar. O bando trocou tiros com a PM.
  
Dia 12 de janeiro
Policiais militares entram em confronto com quadrilha de assaltantes no município de Bacabeira. Há meses o Grupo de Serviço Avançado realizava levantamentos sobre a atuação de uma quadrilha de assaltantes que atuava no interior do Estado e na Capital, sempre com violência extrema, inclusive causando graves lesões e mortes. Os bandidos entraram em confronto com a polícia. Um fugiu e três foram atingidos e vieram a óbito.

Dia 6 de fevereiro
Membros de facção criminosa são presos por policiais militares no Alto da Vitótia, região do Anjo da Guarda, em São Luís. Dez pessoas suspeitas de tráfico de drogas e associação para o crime foram presas em uma festa naquele bairro. A operação foi realizada pelo Serviço de Inteligência, em conjunto com o Grupo Tático Móvel (GTM) do 1 º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e 5 DP.

Dia 7 de março
O Serviço de Inteligência da PMMA, em operação conjunta com o 5º DP, prende acusado de assassinar o comerciante Ivanaldo dos Santos Teixeira, de 45 anos, crime cometido no dia 5 de março, na Vila Nova. O principal suspeito foi detido no Canto da Fabril. Ele foi identificado como Marley Lima Costa, de 19 anos, conhecido como “Bad Boy”.

Dia 10 de março
Policiais do Serviço de Inteligência do 13º BPM, GTA, 6º Batalhão da Cidade Operária e SI do Comando da Polícia Militar, com apoio da SEIC, entraram em confronto com bandidos na comunidade Andiroba. São José de Ribamar. Durante a operação, três assaltantes e traficantes com atuação em vários bairros da Região Metropolitana de São Luís morreram, entre eles, Júnior Catita. Três armas de fogo foram apreendidas, dois revólveres e uma pistola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad