CASAL ACUSADO DE ESTELIONATO NOS ESTADOS DO MARANHÃO E PARÁ É PRESO EM BACABAL. - Randyson Laércio

Post Top Ad

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

CASAL ACUSADO DE ESTELIONATO NOS ESTADOS DO MARANHÃO E PARÁ É PRESO EM BACABAL.


Policiais Militares do Grupamento Força Tática e Serviço de Inteligência do 15º BPM, após denúncias e levantamentos, prenderam por volta das 14 horas do dia 19, JODELMA DOS SANTOS, que reside na Vila São João Bacabal.

Na residência de Jodelma a PM encontrou farto material utilizado para copiar dados de pessoas e informações bancárias em caixas eletrônicos conhecido como “chupa cabra”. Indagada, disse que o material era de propriedade do seu companheiro conhecido por Leonardo. 

Diante das circunstancias os policiais saíram em diligencia e avistaram nas imediações da praça do Bom Pastor o veículo Peugeot, de placas NHU 1642. O condutor foi logo identificado como LEONARDO SOUSA FEIJÃO, 28 anos, residente na Rua 02, Vila São João, Bacabal. Questionado, LEONARDO, confessou ter uma casa também no residencial Terra do Sol para onde os policiais seguiram. No local encontraram: 02 (dois) notebbok’s; 01 (uma) câmara digital; 01 (um) celular; 01 (uma) impressora HP; papel para impressão; 09 (nove) baterias para celular; 10 (dez) baterias para notebook; 01 (um) modem; 01 (um) relógio e 01(uma) bolsa tipo porta-cédula com vários documentos. 



Num dos computadores foram encontrados arquivos com dados pessoais e fotos de várias pessoas; comprovantes residências da cemar, caema, e outros; vídeos de senhas de contas de terceiro em bancos e caixas eletrônicos; mantras de CPF; Carteira de Identidade; Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos; vídeos tutoriais (manuseio do Adobe); várias assinaturas digitais; fotos de pessoas e carteiras de habilitação, todo esse material falsificado. 

Também está sendo investigada a participação no assalto ao shopping do Viva Cidadão, ocorrido no ultimo dia 17 na cidade de Bacabal, quando roubaram 744 cédulas de identidade em branco. Três envolvidos no roubo já estão presos. 

Em janeiro de 2012, Leonardo, foi preso em Goianésia, Estado do Pará, em companhia de mais três pessoas, acusados de falsidade ideológica, falsificação de documentos públicos, uso de documentos públicos falsos e formação de quadrilha. Na ocasião o quarteto foi flagrado quando faziam saques em agencias bancárias e todos portavam, pelo menos, um documento falso com nomes diferentes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad